Circuito de cinema nacional incrementa promoção turística do Brasil no Canadá

A segunda edição do Brazilian Film Festival, em Vancouver, incentiva debates e apresenta diversidade cultural e natural do Brasil em 18 produções recentes

  
  
Embratur promove coquetel de abertura para convidados e público em geral

O cinema brasileiro continua fortalecendo o intercâmbio sociocultural, turístico e econômico com países estrangeiros. Desta vez é a cidade de Vancouver, no Canadá, que recebeu, entre os dias 8 e 12 de julho, o II Brazilian Film Festival, que contou com o apoio do Ministério do Turismo, por meio da Embratur - Instituto Brasileiro de Turismo.

O palco do evento é o Vancity Theatre, onde a Embratur montou um estande para distribuição de material promocional e atendimento ao público. No dia 8, um coquetel de abertura foi oferecido para cerca de 170 pessoas, entre convidados especiais do Escritório Brasileiro de Turismo dos Estados Unidos e o público geral. No dia 9, o Instituto ofereceu um almoço aos representantes do mercado turístico canadense.

Os expectadores presentes, além de conferir as produções nacionais, serão surpreendidos com o anúncio de sacolas promocionais da Embratur posicionadas sob algumas poltronas da sala de cinema. Elas contêm brindes como imãs de geladeira com imagens do Brasil, marcadores de livro, folders do festival, Guias 4 Rodas e baldes de pipoca.

Ações como essa são um diferencial para apresentar as paisagens e a cultura brasileira aos canadenses, que em 2007 somaram 64 mil desembarques ao Brasil, 2,17% a mais que no ano anterior, deixando uma média de US$ 94,9 diariamente. Entre os destinos de lazer mais procurados, estão o Rio de Janeiro, São Paulo, Foz do Iguaçu, Salvador e Florianópolis.

Segundo o estudo Demanda Turística Internacional, encomendado pela Embratur, 99% dos canadenses que visitam o País avaliam positivamente a hospitalidade brasileira e 93,1% expressam a intenção de voltar para outras visitas.

Festival

A programação do evento conta com o melhor da produção cinematográfica brasileira de 2008 e 2009, buscando aproximar públicos e criar uma plataforma sólida de comunicação entre Brasil e Canadá. Entre longas-metragens de ficção, documentários e curtas-metragens de animação, o diálogo e a troca de experiências entre o setor audiovisual dos países será incentivado por meio de debates com os realizadores dos filmes.

Longas-metragens como Romance, de Guel Arraes; Verônica, de Maurício Farias, além de curtas-metragens de animação como Cânone para 3 Mulheres, de Carlos Nogueira; O Anão que Virou Gigante, de Marão, e O Pegador de Sonhos, de Igor Simões, integram a programação do evento.

Fnt: MTur

  
  

Publicado por em