Dólar baixo faz viagem para o exterior ficar cada vez mais barata

Com a queda do dólar e o aquecimento da economia, nunca esteve tão fácil viajar para o exterior. A procura para os destinos mais diversificados também aumentou

  
  

Com a queda do dólar e o aquecimento da economia, nunca esteve tão fácil viajar para o exterior. A procura para os destinos mais diversificados também aumentou. Caroline Nedelciu, coordenadora de marketing da operadora de turismo Raidho, especializada em destinos exóticos, diz que a procura aumentou 16% em relação a 2010.

Dados do Banco Central mostram que as despesas líquidas com viagens internacionais somaram US$ 10,18 bilhões no primeiro semestre deste ano. A economia estável, o aumento da renda e o dólar desvalorizado impulsionaram as viagens para o exterior.

Os brasileiros querem viajar mais e conhecer outros países. Na Raidho, os destinos mais procurados para o segundo semestre são a Ásia e Oriente Médio, quando termina a alta temporada na Europa.

Uma das razões para o aumento da procura por destinos internacionais é que coma moeda americana baixa os gastos com hotéis, lazer e restaurantes costumam sair bem mais em conta chegando a ficar próximo das despesas com uma viagem nacional.

Por exemplo, um pacote de 7 dias para o resort de Ilha de Comandatuba, na Bahia, com passagem aérea está saindo em média R$ 4 mil nas concorrentes. Enquanto um pacote 8 dias para África do Sul incluindo Cidade do Cabo, Sun City e Johannesburgo com hospedagem, passagens, traslados e seguro viagem sai por US$ US$ 2.289 por pessoa. (R$ 3.868) no câmbio de 28.07.11 a R$ 1,69.

Para ficar 7 dias no Nannai Beach Resort , em Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco, com passagem aérea, o pacote sai por R$ 3.746 enquanto que comprando o pacote da Raidho de 8 dias em Paris com hospedagem, passagens aéreas e seguro viagem custa € 1.548. (R$ 3.700) no câmbio de 28.07.11 a R$ 1,69.

Fonte: Raidho Tour Operator

  
  

Publicado por em