Museu da Ficção Científica, que fica nos EUA, guarda peças raras do cinema e possui o maior telão de LED do mundo

O Museu tem cerca de 13 mil m² e foi fundado por um dos criadores da Microsoft. O local possui, por exemplo, a cadeira de comando da série Star Trek e o casaco da personagem Neo (Keanu Reeves) em The Matrix Reloaded entre outros iténs históricos

  
  
Gehry inspirou-se na música para projetar o edifício, comprando várias guitarras e quebrando-as em pequenas partes para que servissem como material de construção do modelo inicial

Música popular, ficção científica e cultura pop. São estes os eixos que regem o Museu EMP (Experience Music Project), em Seattle, nos EUA. O edifício foi desenhado pelo premiado arquiteto Frank Gehry em colaboração com a LMN Architects e encontra-se rodeado por diversos outros motivos para quem for visitar, como o Seattle Center e a Space Needle que ficam bem próximo ao EMP.

Fundado por Paul Allen, um dos fundadores da Microsoft, o Museu abriu as portas em 2000 e mantém intactos os seus valores de estar na vanguarda do progresso tecnológico, não possuir fins lucrativos e apostar na criatividade contemporânea.

A área de 13 mil metros quadrados do Museu EMP inclui galerias diversificadas, um Sound lab interativo e a Sky Church, sala de espetáculos com a tecnologia mais moderna em audio e luz e a maior tela de LED do mundo em espaço fechado.

Gehry inspirou-se na música para projetar o edifício, comprando várias guitarras e quebrando-as em pequenas partes para que servissem como material de construção do modelo inicial. No início da construção, o arquiteto manteve, no exterior do museu as cores (vermelho e azul) das guitarras usadas, juntando-as às diversas tonalidades das placas de aço e alumínio que são a sua marca registrada.

A área de 13 mil metros quadrados do Museu EMP inclui galerias diversificadas, um Sound lab interativo e a Sky Church, sala de espetáculos com a tecnologia mais moderna em audio e luz e a maior tela de LED do mundo em espaço fechado

Desde a abertura, cinco milhões de pessoas já visitaram o museu e há sempre há novos motivos para voltar. Por exemplo, na ala "Icons of Science Fiction", que inclui objetos de culto ligados à história da literatura do cinema neste gênero artístico. Destaque para a cadeira de comando da série Star Trek, o casaco da personagem Neo (Keanu Reeves) em The Matrix Reloaded ou a caveira T-800 usada em Terminator 2: Judgement Day. O preço dos bilhetes começa nos 14 dólares (R$ 28,50).

Fonte: Destinos de Viagem

  
  

Publicado por em