Coreia do Sul ganha prédio no formato de 'Onda'

O prédio, que é um Museu, com capacidade para 1200 pessoas é uma obra de arte em si. Dependendo da posição que o turista se encontre, ele muda de cor, fora o seu formato que para uns parece uma onda, uma baleia, vai da sua imaginação...

  
  
Catorze anos depois de Lisboa, foi a vez de Yeosu, na Coreia do Sul, receber uma exposição mundial

Catorze anos depois de Lisboa, foi a vez de Yeosu, na Coreia do Sul, receber uma exposição mundial. O evento aconteceu até o dia 12 de Agosto e, assim como em 1998, teve como temas principal os oceanos, a costa, a diversidade de recursos e a sustentabilidade.

Porém, de tudo que vai restar da exposição, está uma das mais elogiadas construções – o pavilhão temático One Ocean. Ele Foi projetado pela empresa austríaca Soma e inaugurado em Maio deste ano, sendo o grande destaque a sua fachada cinética em constante mudança de cores.

Cada dia o edifício está de uma cor, tudo depende da luminosidade natural, ou durante a noite, da tecnologia LED

Cada dia o edifício está de uma cor, tudo depende da luminosidade natural, ou durante a noite, da tecnologia LED ou do ponto de vista de quem está olhando. Até mesmo a organização do espaço se altera, horizontal e verticalmente, de acordo com as necessidades das áreas de exposição.

As apresentações multimidia nos cones verticais levam o visitante a querer mergulhar neste oceano arquitetônico sobre a água que, visto da terra, tem a forma de uma baleia emergindo das ondas. Do mar, assemelha-se a pequenas ilhas dispersas junto à costa.

O pavilhão tem capacidade para receber 1200 pessoas, é uma das jóias arquitetônicas da Coreia do Sul e a visita tem uma duração de 30 minutos

O pavilhão tem capacidade para receber 1200 pessoas, é uma das jóias arquitetônicas da Coreia do Sul e a visita tem uma duração de 30 minutos. Será tempo suficiente para visitar o lobby, as três salas de exposição e a sala principal, onde a história da relação entre um rapaz e um manatim, mamífero à beira da extinção, comoveu grande parte dos visitantes.

E ainda terá tempo para se deslumbrar com as tecnologias utilizadas para construir esta obra de arte. O pavilhão está aberto ao público em geral e tem bilhetes disponíveis a partir de sete euros (R$ 15,00).

Fonte: Destinos de Viagem

  
  

Publicado por em