Descubra a Índia em uma viagem repleta de surpresas

O trânsito indiano só é interrompido quando plácidas vacas resolvem atravessar a rua. As cores e odores picantes fazem parte do cotidiano, bem como a suntuosidade de seus templos e palácios. Assim é o país de mais de um bilhão de habitantes

  
  
Taj Mahal

O trânsito indiano só é interrompido quando plácidas vacas resolvem atravessar a rua. As cores e odores picantes fazem parte do cotidiano, bem como a suntuosidade de seus templos e palácios. Assim é o país de mais de um bilhão de habitantes, lar de cientistas, de tecnologia de ponta, de história milenar, de culinária variada, de monumentos impressionantes e espiritualidade perene.

A viagem tem início na moderna e vibrante Nova Déli. Cidade planejada, arborizada e endereço de diversos monumentos nacionais, Déli é a capital do país e foi também capital da colônia britânica. Isso explica a mão direita de direção, as muitas casas de chá e algumas inscrições ainda em inglês. Uma das cidades mais antigas do mundo, abriga o Túmulo de Humayun, um mausoléu erguido no século XVI pela viúva do imperador Huamyun em honra a seu marido. O monumento é considerado fonte de inspiração para o Taj Mahal. A cidade também é conhecida por suas fábricas de tecidos e produção de jóias, de onde é impossível sair sem um exemplar de um ou de outro.

Já em Varanasi, às margens do Rio Ganges, a experiência é espiritual. Sua própria fundação é cercada de mistérios. Segundo a tradição brâmane, teria sido criada pelo deus Shiva há mais de cinco mil anos, o que a torna a cidade mais sagrada do hinduísmo. Reza a lenda que morrer em Varanasi leva direto ao nirvana, o estado de máxima iluminação do espírito. Por isso, é bastante comum ver cerimônias de cremação em centenas de piras funerárias distribuídas ao longo do rio.

Do divino ao humano, depois de Varanasi, o destino é Khajuraho, a cidade dos templos hindus medievais e suas esculturas eróticas. A explicação para tais esculturas, no entanto, não têm nada de mundana. Nenhum dos templos do local contém temas relacionados à sexualidade nas suas áreas interiores, em razão de acreditar-se que o crente cuja vontade era estar perto da divindade deveria deixar os seus desejos sexuais fora do templo para manter a pureza da alma.

Já Agra, o próximo destino, abriga aquele que talvez seja o mais conhecido monumento da Ìndia: o magnífico Taj Mahal. Mas seria injusto restringir a cidade apenas ao mausoléu de Mumtaz Mahal, a esposa predileta do imperador Mughal Shah Jahan, morta ao dar à luz ao seu 14º rebento. A dinastia Mughal reinou absoluta na região e a encheu de belos edifícios e monumentos, como o Forte de Agra, que contém grandes salões e palácios, e o túmulo de Itimad-ud-Daulah, também um dos modelos para o Taj Mahal.

Descubra a Índia em uma viagem repleta de surpresas

Prosseguindo para a cidade rosa de Jaipur, é difícil fugir à beleza do harém do marajá Jai Singh, de onde as mulheres podiam ver as ruas apenas por minúsculos orifícios de suas 539 janelas. Primeira cidade planejada da Ìndia, Jaipur é também um importante centro de negócios com todos os requisitos de uma cidade metropolitana. Não é raro ver homens de negócios de terno e turbante e jovens profissionais em saris coloridos e cintilantes.

Completando esta incrível viagem, uma visita a Udaipur. A “cidade dos lagos” ou a “Veneza do Oriente”, como é chamada, é a mais rica do país. Repleta de parques, museus e templos, é um dos destinos prediletos de casais apaixonados, devido à sua atmosfera romântica e paisagens deslumbrantes.

Chegando ao fim de um dos mais surpreendentes países do mundo, o passeio pelas cavernas de Ajanta e Ellora é quase uma viagem à parte. Localizadas nas proximidades da cidade de Aurangabad, em Maharashtra, são famosos santuários e obras incríveis. As 28 cavernas de Ajanta foram decoradas, ao longo de seus 800 anos, por artistas e monjes que pintaram o local de maneira a retratar a história de Buddha e da vida antiga na Índia. Em Ellora, 34 cavernas descrevem a fé dos Hindus, Budistas e Jain. Beleza indescritível e valor arquitetônico incomparável enchem os olhos de quem visita o local.

Mumbai, a última parada, é a cidade mais cosmopolita do país. Seus grandes projetos de engenharia a consagraram como um importante ponto comercial. Super povoada e inquieta, abriga a famosa Bollywood – principal indústria cinematográfica do mundo. Em meio a prédios imponentes, como o Towers of Silence, e espaços peculiares como a lavanderia aberta Washermen’s Stairway, Mumbai olha para o futuro. E a Índia sorri.

Através deste recorte do país, é possível perceber a vasta gama de experiências que ele oferece. Ao fim de uma viagem pessoal e transformadora como esta, da qual ninguém volta igual, sobra um sentimento: a vontade de retornar à Índia.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em