Descubra a rica história da civilização maia

Ao extremo oeste de Honduras estão as ruínas de Copán, um dos maiores sítios arqueológicos da civilização maia da América Central. Trata-se do roteiro perfeito para os fascinados por história e cultura dos povos antigos

  
  
Ao extremo oeste de Honduras estão as ruínas de Copán, um dos maiores sítios arqueológicos da civilização maia da América Central

Ao extremo oeste de Honduras estão as ruínas de Copán, um dos maiores sítios arqueológicos da civilização maia da América Central. Trata-se do roteiro perfeito para os fascinados por história e cultura dos povos antigos. O local fica em meio a uma reserva ambiental, contando com belíssimas pirâmides, templos, campos para jogo de bola ancestrais, tumbas e outras edificações, além de espécies de árvores e animais silvestres para observação.

As ruínas são famosas pelas suas estelas, monumentos de pedra normalmente feitos em um só bloco, que retratam eventos que ocorreram na história daquele povo. Estas obras estão ordenadas em sequência onde deveria ser a praça central. Nota-se também a presença de um campo para jogos. Pela grande quantidade de construções de pedra, decoradas com hieróglifos e desenhos - privilégio apenas da nobreza -, afirma-se que a cidade abrigou diversos nobres e sacerdotes, além de escultores e artesãos. Por este motivo, historiadores a chamam de “Paris da civilização maia”.

O passeio pelas Ruínas de Copan desperta nos turistas muitas perguntas como, por exemplo, o porquê de uma civilização ter sido extinta no auge de seu progresso e inteligência ou como eles conseguiam erguer palácios e tumbas suntuosas com a pouca tecnologia que detinham na época.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em