Estudo destaca promoção do turismo de luxo na superação da crise financeira

Euromonitor Internacional cita ações e parcerias da Embratur na promoção do segmento

  
  
Ponta dos Ganchos Resort, um dos empreendimentos de luxo no Brasil

O World Travel Market Trends Report, realizado pelo Euromonitor (um dos principais institutos de pesquisa em turismo do mundo), aponta as inovações e medidas pró-ativas realizadas pelos governos e iniciativa privada em 2009, com o objetivo de reduzir o impacto causado ao setor devido à crise econômica mundial.

A América Latina é citada no relatório como exemplo de região que busca o reposicionamento de destinos, com o investimento em produtos de luxo. E destaca as ações da Embratur para promover o setor, em parceria com a Brazilian Luxury Travel Association (BLTA), como a participação em feiras e realização de caravanas de familiarização para operadores especializados no nicho.

O estudo cita o acordo de cooperação assinado em julho, entre a Embratur e a BLTA, para promover produtos brasileiros de luxo em países como Estados Unidos, Itália, França, Portugal, Alemanha e Argentina. O objetivo é atrair visitantes que permanecem no destino oito vezes mais tempo do que o turista comum e gastam 20 mil dólares por viagem - enquanto a média é de 2,5 mil dólares, explica o relatório.

“O fato de o Euromonitor mencionar o trabalho da Embratur mostra a importância de seguirmos investindo em promoção e apoio à comercialização mesmo em momentos difíceis”, aponta Jeanine Pires, presidente da Embratur.

O crescimento do Brasil como destino de luxo já havia sido destacado pela prestigiada revista norte-americana Condé Nast, que incluiu cinco hotéis do País na lista dos melhores do nicho na América Latina: Unique, Pousada Maravilha, Kiaroa Eco-Luxury Resort, Ponta dos Ganchos e Kurotel.

A maior aposta do Brasil é a biodiversidade, tendo em vista o interesse crescente de produtos eco-luxuosos, que reúnem condições para atender o desejo do turista em conviver com a natureza em um ambiente de luxo.

“Neste momento, em que surgem sinais de recuperação da economia nos principais países emissores de turistas do mundo, o Brasil continua bem posicionado e em condições de disputar os estrangeiros que voltam a viajar depois da crise”, disse.

Promoção conjunta Brasil – Argentina

O fim da banda tarifária em passagens aéreas para voos nacionais e internacionais; o aumento da malha aérea entre o Brasil e o Oriente Médio, entre 2008 e 2009, também foi reportado pelo Euromonitor, devido ao alto potencial deste mercado, que emite turistas com altos gastos em viagens.

Além disso, o estudo aponta as ações em conjunto entre o Brasil e a Argentina para atrair cada vez mais turistas japoneses, sul-coreanos e chineses para a América do Sul. O estudo cita ainda iniciativas como workshops, participação em eventos do setor e o lançamento, até o final do ano, de um voo direto entre a Coréia do sul e o Brasil, como apostas acertadas de promoção do país.

Copa do Mundo e Olimpíadas

Os dois maiores eventos esportivos do mundo foram apontados pelo Euromonitor, como a “chave para o crescimento” do turismo no Brasil. “Além de atraírem estrangeiros e implicarem na circulação da própria população brasileira dentro do país, a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 trazem uma grande exposição de imagem e impactam a opinião sobre o país e seu futuro como destino turístico e de eventos”, finaliza Jeanine Pires.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em