Integração pelo turismo

Acre lança em La Paz a Rota Internacional Amazônia Andes Pacífico

  
  
Capital boliviana é um dos atrativos turísticos na rota turística que liga os 3 países

Todos os produtos turísticos do Acre, Peru e Bolívia integrados numa só rota, de acordo com a necessidade de cada turista. Essa é a proposta da Rota Internacional Amazônia Andes Pacífico, lançada em La Paz, capital boliviana, durante solenidade no Hotel Europa, na noite da última quarta-feira. Estiveram presentes ao evento os secretários de Turismo, Esporte e Lazer doAcre, Cassiano Marques, acompanhado por representantes do trade turístico, o embaixador do Brasil na Bolívia, Frederico César de Araújo, Sandra Lima, do Ministério do Turismo boliviano, e empresários de toda a cadeia turística e jornalistas.

Para a consolidação da rota e disponibilização oficial nas prateleiras das agências de turismo, é necessária sua institucionalização e alguns ajustes para melhorar o fluxo turístico, como a criação de voos internacionais conectando La Paz a Rio Branco. "O nosso objetivo nesta visita à Bolívia foi fazer a apresentação oficial da rota para o ministério do Turismo, a Embaixada do Brasil no país e toda a cadeia turística boliviana, estreitando as relações e firmando compromissos para identificação e desenvolvimento dos roteiros. Viemos construir uma agenda de compromissos que incluem a assinatura entre os ministérios dos dois países de um convênio para a execução dos roteiros, que deve ser assinado em Rio Branco, no início de 2010", explicou Cassiano Marques.

Embaixador do Brasil na Bolívia, Frederico Araújo ficou entusiasmado com a proposta acreana de integrar os três países através do turismo e se comprometeu a auxiliar o Acre no desenvolvimento turístico. Araújo abriu a solenidade de lançamento da rota, que contou com cerca de 150 convidados. "Esta rota é repleta de significados e representa uma possibilidade de grandes negócios entre as agências e operadoras. A embaixada tem todo o interesse neste turismo integrado e faremos tudo o que for preciso para apoiar o desenvolvimento da Rota Amazônia Andes-Pacífico", comentou.

Sandra Lima, que representou o vice-ministro do Turismo na Bolívia, garantiu que o país tem todo o interesse em apoiar e fazer parte da rota. "O que aconteceu aqui foi um grande passo dado pelo Acre em busca desta integração e faremos todos os esforços para apoiar esta iniciativa, que beneficia não apenas os governos, mas o setor privado, as comunidades tradicionais, a economia. Queremos que os brasileiros conheçam nossas atrações turísticas e que os bolivianos também possam conhecer as maravilhas do Brasil".

Resultados positivos

A comitiva acreana é formada pela presidente do Conselho Estadual de Turismo, Sigla Abraão; presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens no Acre (ABAV), José Raimundo Morais; e presidente da Associação Brasileira de Bachareis em Turismo no Acre (ABBTUR), João Bosco. Para Moraes, a institucionalização da rota garante um passo importante para que as agências possam comercializar os produtos de forma oficial. "A alta receptividade do turismo e da proposta do Acre na Bolívia foi o reconhecimento de que a rota deverá obter grande sucesso. O Acre tem sido cada vez mais oferecido e procurado nas agências do Peru e da Bolívia. Toda a aproximação que houve primeiramente com o Peru acontece agora com a Bolívia".

Para oferecer aos turistas, o Acre tem as rotas Caminhos da Revolução, Caminhos de Chico Mendes e Caminhos da Aldeia e da Biodiversidade. Em breve será colocada a disposição também outros produtos, como uma caminhada de longa duração pela floresta amazônica na região da Reserva Extrativista Chico Mendes e o arvorismo, um turismo mais voltado para quem gosta de aventura.

A presidente do Conselho de Turismo no Acre, Síglia Abraão, avaliou o lançamento de forma extremamente positiva: "O evento foi um grande sucesso, a proposta da Rota Internacional foi extremamente bem recebida e as resoluções que precisavam ser tomadas para que o turismo entre os dois países se desenvolvesse já foram iniciadas".

Fonte: Governo do Acre

  
  

Publicado por em