Intercâmbio no Mercosul entra na agenda do MTur

Proposta para aprendizado de idiomas é apresentada pelo ministro Gastão Vieira em reunião do bloco no Uruguai

  
  

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, apresentou nesta sexta-feira (18), durante a 10ª Reunião de Ministros de Estado de Turismo do Mercosul (RMTur), no Uruguai, proposta para o financiamento de intercâmbio voltado à formação em Espanhol para brasileiros e Português para vizinhos sul-americanos. O custo do programa ficaria a cargo do Fundo de Convergência Estrutural do Mercosul (Focem).

Vieira busca parceria com países do bloco para a capacitação profissional em idiomas motivado pelo crescimento do setor na região, principalmente no Brasil, que sediará a Copa do Mundo FIFA 2014 e as Olimpíadas de 2016. O tema também será levado pelo Brasil à Reunião de Cúpula de Presidentes do Mercosul, no dia 20 de dezembro.

Paralelamente à RMTur, o ministro Gastão Vieira participa da 53ª Reunião Especializada em Turismo do Mercosul, no Uruguai. Entre os assuntos a serem debatidos, estão o cenário do turismo de fronteira, a harmonização de sistemas de estatísticas dos países do Cone Sul e projetos de Cooperação Técnica Internacional.

Como exemplo de cooperação Técnica Internacional houve exposição de trabalhos dos Ministérios de Turismo do Uruguai, Argentina e Paraguai. Foram abordados ainda o fundo de promoção turística do Mercosul e a promoção conjunta internacional.

Frontur - Durante a reunião, foi debatida a Carta de Assunção, assinada no 7º Seminário Internacional de Turismo de Fronteiras (Frontur), realizado no Paraguai em 2010. A carta chama atenção para a importância do turismo de fronteiras, cujo projeto fomentador de Concertação de Fronteiras é uma iniciativa brasileira.

Estatísticas - Os ministros trataram da importância da melhoria da qualidade das estatísticas de turismo para mensurar a participação do setor na economia. Abordaram também a necessidade do alinhamento técnico aos países vizinhos para garantir homogeneidade das estatísticas de turismo em nível internacional.

Para contribuir com a ampliação do conhecimento da atividade turística dos países do Cone Sul, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) está desenvolvendo o Programa de Cooperação para Harmonização dos Sistemas de Estatísticas Turísticas do Cone Sul.

O programa oferecerá suporte à consolidação de estatísticas e indicadores sobre a oferta e a demanda e sobre emprego no setor. Auxiliará também com a utilização de macro indicadores e agregados contábeis que permitam análise e acompanhamento da atividade turística de cada país e do conjunto do Mercosul.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em