Mundo Árabe: uma única viagem, vários destinos

Juntas, a Síria, o Líbano, Jordânia e Catar têm milhares de anos, monumentos históricos e religiosos, ruínas, manifestações de fé, cultura, culinária deliciosa e mistérios que fascinam a humanidade

  
  
Mundo Árabe

Juntas, a Síria, o Líbano, Jordânia e Catar têm milhares de anos, monumentos históricos e religiosos, ruínas, manifestações de fé, cultura, culinária deliciosa e mistérios que fascinam a humanidade. Selecionamos um roteiro que reune as principais atrações dos quatro países, que ainda permanecem desconhecidos pela maioria dos brasileiros.

Síria
Em Damasco, um passeio pela cultura árabe visitando mercados, palácios e mesquitas, passando pitoresca aldeia de Maalula e para o deserto da Palmyra. Em uma das cidades oásis a dica é jantar numa tenda beduína com música e dança. A próxima parada é Alepp, conhecida como cidade da arquitetura, a cidade destaca-se também pelos souks (mercados árabes) e pela rica culinária.

Líbano
A viagem começa pela sua capital Beirute, visitando os principais pontos turísticos, mas as maiores riquezas do país estão em outros lugares como Baalbeck, considerado o maior tesouro arqueológico romano do mundo antigo. Depois segue para Byblos, cidade com mais de 6 mil anos e que abriga o porto mais antigo do mundo, onde há o castelo dos cruzados e a igreja de São João.

Jordânia
A próxima parada é a Jordânia. Um dos pontos altos da viagem para os cristãos é Amman, a próxima parada, com vários lugares citados na Bíbilia como o Monte Nebo – local onde se presume encontrar o Túmulo de Moisés e onde ele viu pela primeira vez a terra prometida de Canaã.

A viagem continua para Petra, onde há várias construções milenares, penhascos, tumbas e dali os visitantes partem para Wadi Run, para uma oportunidade única de acampar no deserto, como os antigos, com total infra-estrutura e um jantar típico.

Catar
País árabe encravado em uma península do Golfo Pérsico que está tão distante geograficamente do Brasil quanto em termos de cultura. Na capital Doha, um passeio panorâmico entre souks (mercados), prédios arrojados, restaurantes chiques e shoppings modernos, onde se pode observar pessoas em vestimentas típicas (túnica branca, chinelo e turbante) e mulheres de preto, cobertas da cabeça aos pés.

Preço: a partir de US$ 6.500 por pessoa, com hospedagem em apto duplo, parte terrestre e passagens aéreas sem taxas de embarque.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em

Helena

Helena

24/02/2012 10:02:52
Tenho muita vontade de fazer essa viagem, mas confesso que não me sinto segura em relação a alguns países. Como fica a situação de turistas em países que estão em conflito?

Luiz Mardos Cavalcante

Luiz Mardos Cavalcante

28/11/2011 11:20:34
Tudo a ver com um marcante passado do médio oriente, Petra e o mirante da terra prometida; o que restou da gloriosa Fenícia, bem como famosa Damasco, onde o fariseu Saulo converteu-se.

Fatima

Fatima

27/11/2011 19:52:41
Acho maravilhoso conhecer esses países do Oriente médio, é preciso conhecer para criticar, existe muito preconceito e total desconhecimento em relação a esses países.
Acho muito mais seguro circular por alguns locais em países árabes do que outros locais que muitos acham seguros....

Ulisses Rocha

Ulisses Rocha

10/04/2011 09:22:11
Um problema grave e a falta de democracia nesses paises. Como um turista vai tranquilo para um país onde o governo não exita em matar opositores? Tem que se considerar isso totalmente.