“Noites Brancas” deixam São Petersburgo ainda mais charmosa

De maio a julho, as noites em São Petersburgo não ficam nem um pouco escuras. O fenômeno, conhecido como ‘Noites Brancas’, eternizado por ser o título de um conto de Dostoievski, deixam a segunda maior cidade russa ainda mais charmosa

  
  
Palace Square, São Petersburgo

De maio a julho, as noites em São Petersburgo não ficam nem um pouco escuras. O fenômeno, conhecido como ‘Noites Brancas’, eternizado por ser o título de um conto de Dostoievski, deixam a segunda maior cidade russa ainda mais charmosa. Afinal, o que pode ser mais romântico do que percorrer as praças históricas, ruas e canais com a luz parecida com a de um entardecer, sem se importar com o horário?

As Noites Brancas são um curioso fenômeno que ocorre em São Petersburgo devido a sua localização geográfica, com latitude igual ao Alasca e da Groenlândia, próxima ao pólo norte. Nessa fase, as noites ficam como os dias e milhares de turistas aproveitam para vivenciar essa experiência.

Além desse espetáculo da natureza, é durante o verão que o Mariinsky Opera e Ballet (antigo Kirov) organiza suas principais apresentações. Sem contar que anualmente o 'Stars of the White Nights Festival' atrai músicos, poetas e outros artistas de todo o mundo.

Na cidade onde a história caminha junto com a modernidade os turistas podem conhecer os principais pontos turísticos da cidade. Entre eles, a Catedral de São Isaac, o Hermitage – um dos maiores museus de arte do mundo -, a igreja do Salvador do Sangue Derramado, o Museu Russo, o teatro Mariinsky e a Nevsky, principal avenida, onde estão alguns dos melhores restaurantes e bares.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em