O Vale do Silício que você ainda não conhece

O berço das gigantes da tecnologia reúne muito mais do que imaginamos e pode ser um bom destino para sua próxima viagem.

  
  
Que tal explorar o turismo existente no Vale do Silício?

Para quem vive em pleno ano de 2015, é difícil não ter ouvido falar no Vale do Silício, na Califórnia, Estados Unidos. Isso porque nele se concentra a maior quantidade de indústrias de tecnologia de ponta. Só para se ter uma ideia, foi ali que nasceram e cresceram companhias como Apple Inc., Google, Facebook, Electronic Arts, Advanced Micro Devices (AMD), eBay, Yahoo!, Hewlett-Packard (HP), Intel, Microsoft, dentre outras. Ou seja, essa região é, no mínimo, criativa.

Sabemos que essa região é rica em tecnologia, mas e o turismo, o que dá para fazer nesse pedaço de terra cercado por montanhas e pessoas geniais? Vamos falar um pouco das atrações turísticas do Vale do Silício, um tema que quase não é lembrado quando se fala dessa localização. Tem um pouco de turismo nerd, como seria inevitável, mas tem outros destinos para os menos aficionados em tecnologia.

Computer History Museum

Uns dos primeiros computadores da Apple é uma das curiosidades do museu que atrai o interesse dos nerds

Claro que para os nerds apaixonados por tecnologia, um bom museu não poderia faltar no roteiro. O Computer History Museum é o maior museu do mundo quando se trata da história do computador e da tecnologia da informação, estando ainda no Vale do Silício, onde muitas peças históricas estão expostas, como o primeiro servidor do Google e o primeiro computador da Apple.

É muito interessante comparar formas e tamanhos dos aparelhos com os que conhecemos hoje, por isso recomendamos fortemente a visita para começar bem o turismo pelo Vale do Silício. Depois da visitação, almoce no Cloud Café e vasculhe a loja de suvenires de museu, recheada de gadgets e ótimos presentes high-tech para seus amigos apaixonados pela tecnologia.

Winchester Mystery House

A casa maluca, com escadas que levam a paredes e portas sem destino

O Vale do Silício não é marcado apenas pela tecnologia, há destinos inusitados e interessantes para quem não tem uma pegada tão Hytech. Uma dessas atrações é a Winchester Mystery House, uma mansão vitoriana de 160 ambientes que foi construída por Sarah Winchester, herdeira da fortuna Winchester.

A mansão demorou quase 40 anos para ficar pronta e custou, na época, US$ 5,5 milhões, o que hoje daria uma fortuna. Mas, o que tem de interessante nessa mansão?

Nos passeios guiados, você poderá ver quão incomum é o projeto da casa, com portas que se abrem para paredes vazias e uma escada que leva direto ao teto. Outras coisas bem curiosas na casa: a mansão tem 52 claraboias, 47 lareiras, 40 quartos, 40 escadas, 6 cozinhas, 3 elevadores, 2 porões e 13 banheiros, mas somente um chuveiro.

Santana Row

Mais do que um simples shopping, em Santana Row a vontade de fazer compras é grande.

Não poderia faltar um lugar para compras, por mais tecnológica que seja a cidade, ninguém dispensa um bom passeio no shopping, ainda mais a céu aberto e com atrações bem interessantes.

Mas, o Santana Row não é um simples shopping, ele conta com bancos sob a sombra de carvalhos feitos para relaxar e curtir, grandes esculturas dos artistas franceses André Dumonnet e Christine Foulché, fontes antigas, música ao vivo e excelentes lugares para comer, depois de um dia repleto de compras.

E para lembrar que estamos no reino da tecnologia, o Santana Row oferece uma loja para personalizar o seu carro e deixá-lo todo elétrico na loja Tesla.

Stanford University

Hoover Tower, umas das atrações da Stanford University

É impossível sair do Vale do Silício sem conhecer umas das melhores e maiores universidades do mundo, prestigiando a sua excelência em educação.

A Stanford University não é apenas uma universidade, ela reúne a excelência mundial em artes, esportes, arquitetura e, claro, tecnologia. Para se ter uma ideia, a Stanford foi a formadora acadêmica de 22 dos ganhadores do Prêmio Nobel, além de 5 vencedores do Prêmio Pulitzer e 3 beneficiários da Medalha Presidencial da Liberdade.

Mas, o que fazer na faculdade? Comece sua visita indo à Hoover Tower; em dias claros, a vista do seu terraço de observação no 14º andar se estende por milhas, dando uma ótima visão do Vale do Silício. Depois, para quem gosta de design e arquitetura, há os lindíssimos azulejos trabalhados em mosaico em frente à igreja Memorial Church.

Para enriquecer um pouco a sua cultura, aproveite para ver 20 bronzes originais de Rodin no jardim de esculturas na parte externa do Cantor Arts Center. E, para finalizar, separe um tempinho para assistir a uma apresentação no Bing Concert Hall, uma obra-prima de US$ 111,9 milhões no lado norte do campus. Ah, e mais uma curiosidade: o atleta Tiger Woods deu as suas primeiras tacadas profissionais no campo de golfe deste campus.

Região do Vinho

Plantação de vinho na famosa vinícola Katherine Kennedy de Saratoga.

Quem disse que os altos intelectuais do Vale do Silício não podem ter um momento de lazer e relaxamento, curtindo um bom vinho local? Para os amantes do vinho, recomendamos conhecer a região de Santa Cruz. Nela, existe o charmoso Vilarejo de Saratoga, que tem uma vinícola muito conhecida.

Você pode visitá-la e conhecer as suas salas de degustação na cidade que incluem o Cinnabar, onde você pode saborear pequenos pratos e o premiado Mourvedre em um pátio sombreado, nada melhor que um bom vinho num lugar agradável.

Além disso, Saratoga tem tradição em spas, graças às suas variadas fontes de águas minerais naturais e os retiros extravagantes construídos em torno delas no fim do século XIX.

  
  

Publicado por em