Patagônia chilena ganha mais um aeroporto

Os turistas que desejam realizar expedições marítimas pela costa chilena ganharão mais uma opção para chegar ao norte patagônico. O empreendimento facilitará o acesso à região de embarque de cruzeiros

  
  
Patagônia chilena

Os turistas que desejam realizar expedições marítimas pela costa chilena ganharão nos próximos anos uma opção para chegar ao norte patagônico. O governo do Estado da Ilha de Chiloé, ao sul do país, já aprovou a constituição de um comitê para planejar as futuras operações do novo aeroporto que irá facilitar o acesso à região.

Com entrega da primeira etapa das obras prevista para dezembro de 2011, o aeroporto facilitará a chegada dos passageiros ao porto de Castro, considerada a capital da Ilha e local onde são feitos os embarques dos turistas. Em dois trajetos diferentes, de três ou quatro noites, as rotas da companhia mostram de perto a exuberante natureza desta região enfeitada por fiordes, contornos do mar ao redor de altas montanhas rochosas, elefantes marinhos, baleias e também pela imponente Laguna San Rafael e o glaciar homônimo.

Na expedição de três noites, a primeira parada é na Ilha Jechica para admiração do incrível céu austral. São mais de 17 mil hectares de costas intocadas, florestas virgens, lagoas e baías que podem ser apreciados após o desembarque, sempre acompanhado por guias bilíngues. Ao caminhar pela ilha, em meio à biodiversidade patagônica, é possível observar também guanacos, pinguins e lobos marinhos. No último dia de navegação, o destaque fica por conta dos diversos tons de gelo do Glaciar San Rafael, que varia desde um pálido esbranquiçado a um azul profundo e cria um inesquecível cenário com o céu da região patagônica.

Já no roteiro de quatro noites, a programação se diferencia com a visita à Baía Tic Toc, onde é possível avistar baleias e golfinhos. Há ainda um desembarque na comuna de Chaitén, onde são realizadas caminhadas. A parada final é no próprio porto de Castro.

Mais informações no site www.navimagcruceros.cl ou com os principais operadores e agentes de turismo brasileiros.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em