Pedalar por incríveis paisagens andinas: mais uma opção do Equador

A mais de 4 mil metros acima do nível do mar, aos pés do vulcão ativo mais alto do mundo, o majestoso Cotopaxi, inicia um impressionante roteiro para quem adora pedalar

  
  
Equador

A mais de 4 mil metros acima do nível do mar, aos pés do vulcão ativo mais alto do mundo, o majestoso Cotopaxi, inicia um impressionante roteiro montado pela operadora Metropolitan Touring para quem adora pedalar. Enquanto vai descendo pelos caminhos vulcânicos montanha abaixo, o ciclista aprecia algumas das impressionante paisagens que o Equador reserva. A descida termina nas margens do Lago Limpiopungo, nas encostas do Vulcão Rumiñahui. Depois do almoço campestre e de momentos de observação de belos animais, como a gaviota andina, patos, falcões e, possivelmente, o condor andino, é hora de descer mais um pouco, sempre com a exuberante natureza como companheira. À noite, os ciclistas passam numa autêntica fazenda colonial equatoriana.

O segundo dia é reservado para explorar a região de Pastocalle e suas impressionantes montanhas gêmeas de Los Ilinizas. O caminho até o pequeno povoado de Chaupi é interrompido de vem em quando, para lindas fotos de de los Ilinizas, el Corazón, el Sincholahua y muitos vulcões. Depois, a viagem segue pelas antigas linhas férreas, passando por estações de trem, plantações e pequenas vilas coloniais.

O preço do pacote varia de US$ 278 (por pessoa em grupos de 16 a 25 pessoas) a US$ 793, para uma pessoa sozinha.

Para quem acha dois dias pedalando muito, há opções de passeios de um dia pela Reserva Geobotânica de Pululahua ou o mesmo período no próprio Parque Nacional Cotopaxi. Todas elas, grandes opções para quem quer mesclar aventura, saúde e natureza.

Fonte: Jaime Bórquez Assessoria

  
  

Publicado por em