Primavera na Patagônia a bordo de um Cruzeiro

Navegar entre os fiordes patagônicos, cercados por geleiras e pela singular floresta magalhânica, em um navio, é um sonho que já pode virar realidade

  
  
Patagônia

Navegar entre os fiordes patagônicos, cercados por geleiras e pela singular floresta magalhânica, em um navio moderno, amplo e confortável é a sugestão da Cruceros Australis. O foco principal da viagem são as excursões guiadas por uma equipe de expedição o que oferece um contato direto com uma natureza isolada e virgem numa experiência de ecoturismo contemplativo com atividades leves. Para aproveitar a primavera no extremo sul do continente Americano, a companhia oferece duas datas de embarque, a bordo do requintado Stella Australis, a embarcação nova lançada em dezembro de 2010, a preços atraentes, em sistema all-inclusive. Com três noites de hospedagem, as rotas custam a partir de US$ 759 por pessoa, em cabine dupla, categoria A.

De 21 a 24 de setembro, o Stella Australis faz um roteiro partindo de Ushuaia, na Argentina, com desembarque final na mesma cidade, para conhecer o chamado "Fim do Mundo". O roteiro compreende o mítico Cabo Horn, que durante anos foi uma importante rota de navegação para as embarcações entre os oceanos Atlântico e Pacífico, e o último território sul-americano antes da Antártica. Além disso, o passeio ainda contempla a Baía Wulaia, um sítio histórico que foi um dos maiores assentamentos dos nativos canoeiros Yamana e lugar do primeiro contato de Charles Darwin com este povo. São visitados também os imponentes glaciares Garibaldi e Pia, localizados no Canal Beagle e parte da Cordilheira Darwin com picos nevados que dominam o cenário durante a navegação.

Já na saída de Punta Arenas, no Chile, será visitada a grande colônia de pinguins magalhânicos na Ilha Magdalena. Será uma saída, de 25 a 28 de setembro. O roteiro compreende visita aos glaciares Brookes, Águila e Condor e à Baía Aisnworth, onde é possível avistar elefantes marinhos em preguiçosos banhos de sol, além do desembarque em Magdalena.

Nas duas rotas os passageiros poderão caminhar pelo interior do bosque magalhanico, último ecossistema de florestas antes da Antarctica.

Permanecendo a maior parte do tempo em canais e fiordes, o navio oferece opções de entretenimento a bordo, como palestras sobre a história dos exploradores, fauna e flora da região, indígenas e glaciologia.

Todas as cabines são amplas e confortáveis, com grandes janelas com vista para o exterior, possibilitando observar a belíssima paisagem a qualquer momento. A visão panorâmica também pode ser admirada pelas amplas vidraças nos salões e no restaurante, que recebe os hóspedes com gastronomia internacional e regional, além de vinhos argentinos e chilenos.

Mais informações no site www.australis.com ou com os principais operadores de turismo brasileiros.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em