Quatro noites de luxo em expedição pelo sul da América

O Parque Nacional Laguna San Rafael é o maior da região litorânea de Aysén, na Patagônia Chilena. Com mais de um milhão e setecentos mil hectares de extensão, foi declarado Reserva Mundial da Biosfera pela Unesco

  
  
Navimag

O Parque Nacional Laguna San Rafael é o maior da região litorânea de Aysén, na Patagônia Chilena. Com mais de um milhão e setecentos mil hectares de extensão, foi declarado Reserva Mundial da Biosfera pela Unesco, em 1979. A Laguna está localizada no extremo sul do canal Moraleda, aos pés dos Campos de Hielo Norte, e corresponde a uma pequena entrada de mar repleta de massas de gelo que se desprendem do famoso Glaciar San Rafael, principal atração da zona com seus 3.000 anos de existência.

Para conhecer essa maravilha da natureza, a Navimag oferece um roteiro especial aos que desejam conhecer o local. São quatro noites a bordo da luxuosa embarcação Mare Australis, partindo do porto da cidade chilena de Castro e retornando ao mesmo ponto, onde os turistas irão apreciar os grandes Glaciares e a natureza da região. O moderno navio ainda trabalha com sistema all inclusive, o que dá direito a todas as refeições e desembarques durante a rota, e tem capacidade para 131 passageiros. As 64 cabines amplas e confortáveis, assim como o aconchegante restaurante, são dotados de janelas panorâmicas, que garantem a vista das incríveis paisagens que desfilam aos olhos dos viajantes.

A parada do primeiro dia é na Isla Jechica. São mais de 17 mil hectares de costas intocadas, florestas virgens, lagoas e baías. Ao caminhar pela ilha, em meio à biodiversidade patagônica, é possível observar guanacos, pinguins, lobos marinhos, ouriços e estrelas-do-mar facilmente encontrados nas margens.

No segundo dia, chega-se à famosa Laguna San Rafael onde os visitantes desembarcam. Os viajantes são levados para uma caminhada sobre o imponente Glaciar San Rafael para ver de cima a grandiosidade desse fenômeno natural. Engana-se quem pensa que irá encontrar uma paisagem monótona, o gelo varia desde um pálido esbranquiçado a um azul profundo e cria um inesquecível cenário com o límpido céu do extremo sul da América. No dia seguinte, o grupo desembarca em outra ilha da região, a ser decidida de acordo com a situação do tempo, para conhecer um pouco mais os encantos que a geografia austral oferece.

A viagem termina no retorno a Castro. Apesar de o gelo milenar continuar impávido, o turista já não é o mesmo ao voltar à cidade após navegar durantes dias entre gigantescas geleiras em uma das paisagens mais exuberantes do planeta.

Mais informações no site www.navimag.com ou com os principais operadores de turismo brasileiros.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em