Reino Unido: Pelos caminhos do rei Artur

A lenda do rei Artur e todos os lugares e personagens míticos que a rodeiam sempre exerceram um enorme fascínio no imaginário de gerações e gerações de pessoas. Agora chegou a sua vez de ver de perto esta história mágica

  
  
Glastonbury, na antiga ilha de Avalon

Avalon, Camelot, Excalibur, Merlin, Artur, cavaleiros da Távola Redonda, Druidas, seres extraordinários e epopéias épicas – mitos e lendas que sobrevivem ao tempo.

A lenda do rei Artur e todos os lugares e personagens míticos que a rodeiam sempre exerceram um enorme fascínio no imaginário de gerações e gerações de pessoas.

A cidade de Camelot, o lugar de Avalon, a espada Excalibur, o mago Merlin, os bravos cavaleiros da Távola Redonda, o Santo Graal e, acima de toos, a figura do rei Artur, que terá governado a Grã-Bretanha nos alvores da Idade Média. Certo, certo, é que nunca se provou a sua existência, embora subsistam vestígios da sua probabilidade.

É isso que este programa, dedicado a lugares de forte implementação da cultura celta, procura fazer. A viagem inicia-se no aeroporto de Heathrow em Londres, de onde se parte para a região sul inglesa, a Cornualha.

A primeira parada é em Glastonbury, a antiga ilha de Avalon, onde se sobe à torre que se crê ter sido a casa do “rei das fadas”, percorre-se o labirinto tridimensional dedicado à “grande rainha” e visita-se a abadia de Glastonbury, hoje me ruínas.

Após a travessia da ponte, avista-se o impressionante castelo de Cadbury, que se imagina ter sido a antiga capital Camelot. É tempo de rumar para Tintagel, onde teré nascido o rei Artur, e lugares mágicos como a gruta de Merlin e as ruínas de diversas fortalezas.

A partir daqui, é o desfilar de cenários e lugares que preenchem o mundo arturiano: florestas encantadas, bosques enevoados, desfiladeiros abruptos, santuários enigmáticos, a colina de Trencrom, as rochas circulares de Boscawen-un e Merry Maidens – testemunhas do Neolítico e da presença humana na região.

Para o fim, alguns dos pontos mais altos da viagem: o complexo megalítico de Avebury, Silbury Hill, a rocha onde a espada Excalibur estava enterrada, a visita à cidade mercantil de Marlborough e o final perfeito em Stonehenge. Este final, com participação numa cerimônia conduzida por um druida enquanto se assiste à ascensão do astro-rei, que confere cor as tão milenares rochas – enquanto os cantigos se elevam aos céus.

Fonte: Destinos de Viagem

  
  

Publicado por em