Sem inquilinos, casa onde Hitler nasceu já deu prejuízo de R$ 510 mil à Áustria

A cidade de Braunau, que possui 16 mil habitantes, não sabe o que fazer com o imóvel de 900 m² e que custa R$ 170 mil anuais. Desalugada há 3 anos, a casa já teve várias destinações sugeridas, mas ninguém se interessa pelo local

  
  
Mensalmente são investidos R$ 14,2 mil (€ 4,6 mil) na locação do prédio, porém desde 2011 nenhuma repartição pública quis se instalar na construção

Se não fosse por um detalhe, a casa com 500 anos de idade que está localizada na cidade de Braunau, na Áustria, seria uma residência como outra qualquer. Conservado, o edifício de três andares no estilo renascentista está situado em frente a uma das principais praças da cidade austríaca e chama atenção por sua beleza arquitetônica. Porém, o prédio está desocupado há mais de três anos e não há interessados em alugá-lo. O motivo? É que uma criança chamada Adolf Hitler nasceu no local. O futuro ditador nazista morou na casa por pouco tempo, entre seu nascimento e os três anos de idade, porém a residência ficou marcada para sempre.

Desde 1972, o governo austríaco aluga a casa da atual proprietária, uma aldeã que herdou o imóvel de seus pais. Mensalmente são investidos R$ 14,2 mil (€ 4,6 mil) na locação do prédio, porém desde 2011 nenhuma repartição pública quis se instalar na construção. O Ministério do Interior que é o órgão responsável pelo local já tentou várias opções a fim de conseguir se livrar do problema, mas todas foram negadas. Entre as várias sugestões destacaram-se a ideia do prédio sediar uma Casa de Imigração ou um Centro Educacional, porém os funcionários se negaram a mudar para a residência.

O governo da Áustria não pretende se desfazer do imóvel, pois há uma preocupação que o local se transforme num centro de peregrinação neonazista. Inclusive, o Serviço Secreto do país já alertou sobre a hipótese de grupos de extrema direita utilizarem "empresas fantasmas" para alugarem a residência, caso o Ministério do Interior não renove o aluguel com a atual proprietária.

Antes do imóvel gerar uma enorme dor de cabeça ao governo austríaco, ele já abrigou um banco, uma biblioteca e por último, uma ONG que acolhia pessoas em situação de vulnerabilidade social. Inicialmente, a ideia era transformar o prédio de 900 m² num Museu sobre os crimes cometidos pelo regime nazista, mas a sugestão parou no temor de criar indiretamente um ponto de peregrinação no local.

Por Dennys Marcel

  
  

Publicado por em

Fernando

Fernando

04/11/2014 13:04:11
Faça um museu em homenagem aos judeus austriacos que morreram na guerra...

Wava

Wava

04/11/2014 12:54:37
Quem vai querer ocupar um lugar onde morou um ser tão cruel ?

Gussie

Gussie

04/11/2014 12:25:33
Com o crescente número de refugiados que a Europa tem recebido, eles ainda se perguntam o que fazer com o prédio?

Raizen

Raizen

04/11/2014 11:01:58
Derruba e faz uma praça, uma horta... sei lá... derruba e faz outra coisa qualquer.

Ricardo

Ricardo

04/11/2014 10:53:35
eu compro por R$ 1000 reais...

S.pecial

S.pecial

04/11/2014 10:31:56
Haha que legal ver essa materia aqui, eu moro ai pertinho da casa!

Bruna

Bruna

04/11/2014 09:55:23
Por que não fazem um centro de homenagem aos Judeus ou algum tipo de Museu honrando as vitimas do Holocausto ou coisa assim?

Micky Oliver - MG

Micky Oliver - MG

04/11/2014 09:44:30
Quanta ignorância!! A casa por acaso é assombrada pelo Hitler? O preço cobrado é justo? Eu alugaria ou moraria nela caso eu ...numa boa! A criança que nasceu na casa era só uma criança e não,(ainda) um monstro!

Claudio

Claudio

04/11/2014 09:04:20
Mesmo que o monstro do Hitler tenha nascido nesta casa, ela é uma bela residência e foi erguida há 500 anos! Muito antes do nascimento do monstro.

Naty

Naty

04/11/2014 08:59:32
Eu hein, esse prédio deve ser mal assombrado, pra dizer o mínimo. Não passo nem na calçada. rsss