Sobe número de brasileiros que viajam para o exterior

As viagens de férias tiveram aumento de 7,9% ao ano, frente ao crescimento de 3,7% de viagens de negócios

  
  
Depois de janeiro e dezembro, julho é o mês que registra o maior aumento de viagens de brasileiros para o exterior / Divulgação

O número de brasileiros que viajam ao exterior cresceu cerca de 7% ao ano, entre 2009 e 2013, de acordo com o último levantamento da Finaccord, líder mundial em pesquisas do mercado.

Durante este período, as viagens de férias tiveram aumento de 7,9% ao ano, frente ao crescimento de 3,7% de viagens de negócios.

Ainda segundo a Finaccord, se apenas o ano de 2013 for considerado, é estimado que viagens de férias representem 81,5% do total de viagens, motivadas também por estudos, visitas a amigos e parentes.

“Depois de janeiro e dezembro, julho é o mês que registra o maior aumento de viagens de brasileiros para o exterior, em relação aos outros meses do ano”, explica João Ayres, gerente de Marketing e Produtos da MAPFRE Assistance.

Em levantamento da Organização Mundial do Turismo (OMT), os dois destinos preferidos pelos brasileiros, EUA (22,6%) e Argentina (15,4%), somam quase 40% do total de viagens. E quando se trata de Europa, Portugal (6,1%) e França (5,7%) são os mais populares.

“Para visitar países europeus que assinaram o Tratado de Schengen, como Portugal, França e Espanha, a contratação de assistências com valor mínimo de cobertura de 30 mil euros é obrigatória. Mas quando falamos de outros destinos, a adesão ainda é bastante tímida”, diz o executivo.

A Associação Brasileira de Cartões de Assistência (ABCA) estima que apenas 32% dos viajantes utilizam seguro ou assistência de viagem.

Porém, em no levantamento realizado entre 2009 e 2013, a Finaccord identificou que o premio bruto, referente à utilização do seguro ou assistência viagem, no período passou de U$ 153 milhões para U$ 283 milhões de dólares, o que significa crescimento real anual registrado de 9,7%, considerando inflação.

“Seja para turismo, estudos, negócios ou visitas a amigos e parentes, é grande o número de turistas que precisam usar auxílio médico, têm suas bagagens extraviadas ou precisaram pernoitar em um hotel por atraso de voo.

Por isso, independentemente do número de dias ou do destino, é imprescindível a contratação de uma assistência viagem”, afirma Ayres.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: Caroline Sanches

  
  

Publicado por em