Turistas ficam em média 12 noites na Costa Rica

Eles chegam em vôos regulares (97%), têm idade superior a 45 anos (43%), possuem nível universitário (82%), vêm principalmente da América do Norte e Europa

  
  

A permanência média dos turistas na Costa Rica é de 11,8 noites, um índice considerado muito alto e que permite o conhecimento estreito com locais e pessoas. Eles chegam em vôos regulares (97%), têm idade superior a 45 anos (43%), possuem nível universitário (82%), vêm principalmente da América do Norte e Europa (53%), e 54% deles visitam 2,5 parques nacionais, em média. O gasto médio de um turista na Costa Rica é de US$ 1.200, segundo dados do ICT.

Entre as preferências apontadas pelos visitantes, destacam-se excelentes guias locais (74% dos entrevistados); grupos pequenos para atividades turísticas (56%); áreas com visitas controladas (56%); educação (35%). “Esses indicadores apontam o caminho que devemos prosseguir”, resume Baez.

O esforço vital dos empresários para melhorar as hospedagens foi ressaltado por ela. Os projetos de pousadas e lodges procuram deixar o turista próximo à natureza, mas com segurança. Geralmente são construções acima do solo, informa ela. “Os logdes são espaços sem energia elétrica e vidros, porém são extremamente confortáveis, com cama e colchão, banheiro, fechados com cortinas”, explica.

Os clientes de ecoturismo não querem luxo, mas fazem questão de conforto, segundo a consultora. Com o passar do tempo, as trilhas melhoraram e permitem o acesso à natureza, sem que o turista precise usar botas ou tênis especiais. Essas tendências são repassadas para as grandes redes internacionais de hotéis, que chegam ao país, para que também busquem a sustentabilidade e procurem se adequar ao ecoturismo.

História - Características históricas justificam a vocação da Costa Rica para o ecoturismo. O país nunca foi importante para a Espanha, porque não havia ouro e nem recursos naturais que interessavam aos colonizadores. Esse fato gerou o desenvolvimento de uma cultura pautada no compartilhamento e pequenas propriedades de terra. Muitos imigrantes europeus e de outras regiões do mundo se integraram ao país.

“Nossa trajetória sempre foi multicultural e nos integramos facilmente a outras culturas”, explica a bióloga Ana Baez, uma das principais consultoras de ecoturismo da Costa Rica. Baez foi a primeira palestrante do seminário “O Desenvolvimento do Turismo Sustentável: Caso Costa Rica”, realizado, em Brasília, nesta quarta-feira (7).

A Costa Rica não possui exército desde 1948, e a tradição democrática é antiga e consolidada. A implantação de serviços ambientais é destaque nas políticas públicas. O esforço mais recente é mitigar as emissões de CO2, segundo Baez.

Segundo pesquisa do Instituto Costarriquenho de Turismo, que é a máxima instituição do setor no país, a população acolhedora é o principal motivo que atrai visitantes aos seus destinos, mais do que sua rica biodiversidade e compromisso com a sustentabilidade.

A indústria turística possui 25 anos de experiência e é a segunda fonte de visitas ao país, depois do setor de tecnologia. De acordo com dados da New Economic Foundation, de 2009, o país é o primeiro mais competitivo em turismo na América Latina e o quarto do continente. É o terceiro no ranking de exportação tecnológica e primeiro lugar em exportação de alta tecnologia da América Latina.

A Rede de Hotéis Marriot compreendeu os objetivos e acabou optando por construir um hotel no estilo de casarão histórico, com poucos andares, luz natural, jardins naturais, entre outras características. “Precisamos de hotéis do turismo urbano, pois todos nossos visitantes chegam ao país via o aeroporto internacional de San José, a nossa capital, e precisam deles”, esclarece Baez.

O turismo rural comunitário é outro segmento em expansão, que surgiu como conseqüência do desenvolvimento do interior do país. “Como as comunidades desenvolvem seus próprios produtos e serviços, esse segmento hoje está consolidado. Essas iniciativas envolvem muitos jovens, que fabricam muitos tipos de produtos e geram diversas atividades, indo além da simples hospedagem”, ressalta a consultora.

Serviço:

Agência Sebrae de Notícias: (61) 2107-9110 begin_of_the_skype_highlighting              (61) 2107-9110      end_of_the_skype_highlighting

  
  

Publicado por em