Alagoas: nos caminhos da Melhor Idade

Os amantes da boa música podem se deliciar em bares com música ao vivo, na beira da praia, onde ficam as barracas que oferecem serviço e comida de qualidade

  
  
Memorial à República - Maceió

Não é para menos que Maceió, e Alagoas como um todo, é o destino de sol e praia mais procurado no Programa Viaja Mais – Melhor Idade, lançado pelo Ministério do Turismo em 2007. O destino tem todo o sossego, praias de mar calmo, lugares onde se come muito bem, roteiros culturais, hotéis e pousadas com conforto e comodidade, enfim, todos os atrativos para a melhor idade.

O Museu Théo Brandão, dedicado às manifestações folclóricas e cultura alagoana, assim como outros museus, praças, igrejas e prédios históricos, são atrações imperdíveis. A cultura alagoana é cheia de ritmos, cores, vida. A programação cultural integra ainda o bairro do Pontal da Barra, vila de pescadores e rendeiras, onde se vendem peças de artesanato, como o filé, renda típica de Alagoas.

Os amantes da boa música podem se deliciar em bares com música ao vivo, na beira da praia, onde ficam as barracas que oferecem serviço e comida de qualidade. Para quem gosta de caminhar, Maceió tem uma orla aconchegante e interativa, onde se pode parar para tomar uma água de coco e comer uma deliciosa tapioca.

As praias de todo o litoral de Alagoas são, sem dúvida, o atrativo principal. Nelas, se pode caminhar tranqüilamente e banhar-se nas águas mornas e calmas, além de tomar um excelente banho de sol. Na famosa praia de Pajuçara, o programa imperdível é o passeio de jangada para as piscinas naturais, onde se pode interagir com a natureza e relaxar no verde e azul das águas.

Orla Marítima de Maceió

Indo para o litoral Sul, no município de Marechal Deodoro, pode-se aproveitar um delicioso passeio cultural na cidade tombada pelo patrimônio histórico, que guarda grandes histórias no seu conjunto arquitetônico inesquecível. Na volta, a parada obrigatória é o povoado de Massagueira, maior pólo gastronômico do Nordeste, onde se encontra também as famosas cocadas e sequilhos.

O passeio de escuna à conhecida praia do Gunga é um programa inigualável e paradisíaco, onde a lagoa se encontra com o mar em uma praia emoldurada por coqueiros a perder de vista. Uma caminhada pela famosa praia do Francês, e passar o dia no complexo turístico “Dunas de Marapé”, em Jequiá da Praia, aproveitando a natureza e usufruindo da gastronomia local, são programas imperdíveis.

As praias do litoral Norte não ficam para trás, algumas desertas e todas tranqüilas, guardam um ar de mistério. Os povoados de Tatuamunha e Toque possuem toda a simplicidade de suas artesãs, que trabalham peças em fibra de coco, palhas de ouricuri, dendê e titara. Em Tatuamunha, localizado na cidade de Porte de Pedras, um passeio ecológico e muito agradável é a visita ao Santuário do Peixe-boi, onde se podem conhecer espécies ameaçadas de extinção, que são preservadas por esse projeto.

Assim, como as piscinas naturais de Paripueira, as galés de Maragogi são um convite ao prazer nas águas cristalinas de todo o Estado. Tanto para os que gostam de sossego, como para os mais agitados, o contato com variadas espécies de peixes e animais marinhos é uma oportunidade para conhecer mais sobre a fauna e flora da região. Além das piscinas, outra diversão prazerosa é o passeio de bugre pelas praias de Maragogi.

Para quem gosta de viajar pela história e cultura, as cidades históricas de Penedo e Piranhas também são um convite tentador. As duas cidades são banhadas pelo famoso Rio São Francisco, que tem toda a magia e imponência. As igrejas, museus e palacetes dos séculos XVII e XVIII, em Penedo, e a rota do cangaço, em Piranhas, são atrações imperdíveis.

Em Alagoas, principalmente na capital, Maceió, há opções para a noite também, como se deliciar com os quitutes alagoanos nos famosos cafés regionais e sair para dançar e casas noturnas com apresentação artistas locais com direito a dança de salão.

Enfim, de Norte a Sul, Alagoas está nos caminhos da Melhor Idade.

Fonte: Governo do Estado de Alagoas

  
  

Publicado por em

Humberto Oliveira Filho

Humberto Oliveira Filho

19/12/2011 18:42:09
Estivemos, eu e minha esposa, em Alagoas, em janeiro deste ano, (2011) e adoramos tudo que vimos, principalmente, o aconchego dos alagoanos. Antes de me aventurar por estas terras era meio ressabiado com o povo nordestino, que tem fama de esquisitos. Nada disso, são agradáveis e educados. Vou voltar em breve.