463 anos da capital dos baianos

Comemorando 463 anos, o berço de grandes nomes do cenário artístico brasileiro está entre um dos cinco destinos mais procurados pelos turistas de todo o mundo, além de ser uma das cidades-sede da Copa do Mundo da Fifa de 2014

  
  
A capital dos baianos tem investido cada vez mais no turismo, reconhecido como uma atividade local fundamental

Comemorando 463 anos, o berço de grandes nomes do cenário artístico brasileiro está entre um dos cinco destinos mais procurados pelos turistas de todo o mundo, além de ser uma das cidades-sede da Copa do Mundo da Fifa de 2014.

Salvador tem seus apelidos: famosa por seus festejos populares, é chamada de ‘Capital da Alegria’, ou ‘Roma Negra’ por ser considerada a metrópole com o maior percentual de negros fora da África.

A capital dos baianos tem investido cada vez mais no turismo, reconhecido como uma atividade local fundamental. Hoje, conta com lugares e passeios especialmente dedicado aos turistas, que se deliciam com seu acarajé, se encantam com o tradicionalismo das baianas e depositam sua fé nas fitinhas do Senhor do Bonfim.

Suas praias agradam todos os gostos. A praia do Porto da Barra é considerada ideal para o banho, por não conter ondas. Já a do Farol da Barra pega parte do mar aberto e tem ondas mais fortes.

Jardim de Alah, Jaguaribe, Piatã, Praia do Flamengo e Itapuã entram na lista das preferidas por quem as frequentam.
É muito procurada por amantes de esportes aquáticos. Os mergulhadores encontram espaço ideal, além de belezas naturais submarinas, a cidade tem o maior número de naufrágios registrados no Brasil.

Na Baía de Todos os Santos existem lugares acessíveis para os iniciantes nessa prática e também para os mais experientes que buscam fortes aventuras. Os hotéis oferecem os passeios.
Quem visita Salvador no verão além de poder participar de seu carnaval também conhece os ensaios de bandas, que acontecem todos os dias da semana com média de seis por noite, em diversos lugares da cidade. Mas a maioria acaba depois do carnaval e são substituídos por shows de forró.

As ruas do Centro Histórico transportam o turista para os primórdios da História do Brasil

As ruas do Centro Histórico transportam o turista para os primórdios da História do Brasil. No Pelourinho, por exemplo, além de poder ser visto o ensaio do Olodum, o turista encontra mais de 800 casarões de séculos passados. Nele, também o Museu Tempostal, o acervo é um dos mais completos do país, com cerca de 45 mil peças. A Igreja do Bonfim, o Teatro XVIII, o Mercado Modelo, a Lagoa do Baeté, o Cristo da Barra e o Elevador Lacerda (um de seus cartões postais) são outros dos principais pontos turísticos culturais da cidade.

O bairro Imbuí conta com ótimas barracas para quem quer sentar para conversar e apreciar um bom ‘arrumadinho’ ou ‘escondidinho’. O bairro Boca do Rio conta com excelentes restaurantes. O bairro Rio Vermelho é muito visitado devido ao Largo de Santana, o Mercado do Peixe e o preço mais acessível. No Solar do Unhão, por sua vez, pode-se apreciar além de um belo pôr do sol e uma vista para a Baía de Todos os Santos, um museu e várias esculturas interessantes.

Esta semana, a capital será tomada por uma grande quantidade de eventos culturais, com temas pertinentes à cultura do povo baiano. A Prefeitura Municipal homenageia Salvador entregando uma série de obras voltadas para a ampliação de prestação de serviços públicos aos moradores.

O Museu Tempostal, no Pelourinho reúne o mais rico acervo de imagens antigas de Salvador e do Recôncavo Baiano, e irá exibir o vídeo “(Per)cursos patrimoniais – Centro Histórico de Salvador”. No dia primeiro de abril, o Farol da Barra apresenta às 19h, o show de encerramento com Magary Lord e convidados como Toni Garrido, Cortejo Afro, Ilê Aiyê e outros artistas locais.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em