Aproveite o novo sistema de aluguel de bicicletas e passeie pela Cidade Maravilhosa

Recortado por belezas naturais de todos os tipos, o Rio de Janeiro é propício a passeios mais longos e contemplativos. E nada melhor para apreciar os encantos da cidade do que um bom passeio de bicicleta pelos dos 250 km de ciclovias

  
  
Ciclovias: boa forma de conhecer e curtir a cidade

Recortado por belezas naturais de todos os tipos, o Rio de Janeiro é propício a passeios mais longos e contemplativos. E nada melhor para apreciar os encantos da cidade do que um bom passeio de bicicleta. Com cerca de 250 km de ciclovias, ciclofaixas e faixas compartilhadas em sua malha urbana, o Rio de Janeiro é hoje líder no Brasil em extensão de ciclovias construídas. Além de ser um ótimo exercício físico, andar de bicicleta contribui para diminuir a quantidade de carros nas ruas, o que evita a emissão de gases poluentes na atmosfera e melhora as condições de trânsito.

As ciclovias estão presentes em quase toda a orla do Rio, sendo acompanhadas pelas belas paisagens das praias cariocas. Em outros locais da cidade, como os bairros do Jardim Botânico e Gávea, há também trechos de faixas compartilhadas, nas quais as bicicletas dividem espaço com pedestres ou veículos automotores. Pontos turísticos como o Estádio do Maracanã e a Floresta da Tijuca também oferecem essas vias de transporte alternativo. Para o turista que não pode trazer sua bicicleta na mala, há várias lojas na cidade especializadas em aluguel de bicicletas, como a Bike e Lazer, em Ipanema, ou a Ciclo Port, na Barra da Tijuca. A retirada é feita no local, assim como a devolução da bicicleta. As formas de pagamento são dinheiro e cartão.

Também vale ressaltar que o Metrô Rio reserva 206 vagas para bicicletas em algumas estações e autoriza o embarque no último vagão dos trens aos sábados, domingos e feriados, sem restrição de horário. A companhia Barcas S/A também autoriza o embarque de bicicletas nos finais de semana sem cobrança extra.

Confira o que você não pode esquecer no seu passeio de bicicleta:
- Use roupas leves e confortáveis;
- Não se esqueça de passar o protetor solar, principalmente em passeios pela orla;
- Beba muita água e faça antes uma refeição leve;
- Não se esqueça da máquina fotográfica para registrar o passeio;
- Segurança também é um fator importante. Equipamentos como luvas e capacetes, além de refletores e espelhos retrovisores, são de extrema relevância para um passeio agradável.

Serviço
Bike e Lazer

• Ipanema: Rua Visconde de Pirajá 135 loja B - Tel. 2267-7778 - Próximo à Praça General Osório
• Laranjeiras: Rua das Laranjeiras 58 loja A - Tel. 2285-7941 - Próximo ao Largo do Machado.

Ciclo Port
Av. Sernambetiba, 17.610 - loja A (em frente ao posto 11) - Recreio dos Bandeirantes - Tel. 3328-7581

Fonte: Rio Guia Oficial

  
  

Publicado por em

João Paulo

João Paulo

01/02/2012 11:11:36
É excelente! Fui ao Rio pela primeira vez na semana passada e usei uma bicicleta pra conhecer toda a orla da Zona Sul, experiência incrível.
Recomendo o uso do programa do Itaú, para quem é cliente. (Mobilicidade).

Dudu SEMPRE VALE

Dudu SEMPRE VALE

21/01/2012 00:03:39
Muito bom! Já andei de bicicleta la e é baratinho o aluguel.

Viana

Viana

20/01/2012 21:37:58
Muito bom esse sistema de uso de bicicleta na cidade do Rio. Parabéns!

João

João

20/01/2012 21:15:28
Só faltou falar do sistema Bike Rio que( http://www.mobilicidade.com.br). O aluguel mais barato ( R$ 10,00 o mês ou R$ 5,00 a diária), além de poder deixar a bike em qualquer das 60 estações existente. Basta ter cartão de crédito e se cadastrar no site.

Marli Ribas

Marli Ribas

20/01/2012 20:13:42
Muito boa idéia!
E na Zona Oeste(Campo Grande...), quando chegará a nossa vez?

Alex

Alex

20/01/2012 20:07:01
Boa e necessario!

Marcos José Toczek

Marcos José Toczek

20/01/2012 19:51:06
Não conheço o Rio de Janeiro, mas essa ideia de alugar bikes e conhecer seus pontos turísticos é muito boa. Sou ciclista e uso a bike tanto para ir trabalhar como para passear. Bicicleta é tudo de bom. Pena que na minha cidade existem poucas ciclovias!