Associação do Circuito Turístico Montanhas e Fé é certificada pela Secretaria de Turismo de MG

Entidade é integrada por nove municípios da Zona da Mata

  
  
Secretária de Estado de Turismo, Érica Drumond, com prefeitos durante Cerimônia de Certificação da Associação de Circuito Turístico Montanhas e Fé

A Secretária de Estado de Turismo, Érica Drumond, presidiu nesta quarta (10) a cerimônia de Certificação da Associação do Circuito Turístico Montanhas e Fé, no Auditório da Secretaria de Estado de Turismo. A solenidade contou com as presenças dos prefeitos de Jequeri, Piedade de Ponte Nova, Raul Soares, Rio Casca, Santo Antônio do Grama, São José do Goiabal, São Pedro dos Ferros, Sem-Peixe e Urucânia – municípios integrantes da entidade. A Associação Montanhas e Fé passa a ser o décima circuito certificado na Região da Zona da Mata e o 43ª em Minas Gerais.

Na solenidade, a secretária Érica Drumond lembrou que a criação da associação do circuito turístico é um passo fundamental para a regionalização do turismo no Estado. “Em nossa política pública, visando à descentralização da gestão, dividimos o mapa de Minas Gerais em associações de gestão de turismo. Além de se organizarem em associação, os municípios também precisam desenvolver seus atrativos, qualificar a mão-de-obra e elaborar roteiros regionais integrados para o turista. A iniciativa privada é parceira fundamental neste processo”, explicou.

Após a certificação, os Circuitos Turísticos são contemplados pela SETUR-MG com sinalização turística rodoviária, cursos de capacitação e de melhoria do serviço turístico. As ações da Secretaria de Estado de Turismo, dentro da política de fortalecimento dessas associações incluem ainda sensibilização, mobilização, elaboração de plano estratégico de desenvolvimento, roteirização, indo até a promoção do destino turístico.

Para a presidente da Associação do Circuito Turístico Montanhas e Fé, Maria Inês Lanna, depois de muito trabalho para organizar a entidade, será hora de trabalhar para mostrar o que os municípios têm de importante para Minas e para o Brasil. “Temos que criar a estrutura e aprender a receber bem o turista. São muitas ações a serem executadas ainda, mas temos realmente inúmeras riquezas. Queremos criar, por exemplo, o Caminho do Padre Antônio Ribeiro Pinto, que corta os municípios de Abre Campo, Rio Casca, São José do Goiabal, Jequeri e Urucânia”, ressaltou.

Principais atrativos turísticos dos municípios

Voo livre no Pico do Boechá, no município de Raul Soares

Em Jequeri, o Mirante do Cerca-lá, na divisa do município com Santo Antônio do Grama, guarda beleza, misticismo e lendas. Em setembro, no distrito do Grota, acontece o Jubileu do Senhor Bom Jesus, criado pelo Padre Antônio Ribeiro Pinto e que até hoje atrai inúmeras romarias. Sem contar a Festa da Padroeira, a Festa do Peão Boiadeiro e outras. Para os amantes da boa cachaça, a boa pedida é uma visita ao Sítio Estrela do Bálsamo - que produz a bebida.

No município de Raul Soares, o Pico do Boachá é uma das melhores rampas naturais para voo livre, com cerca de 700 m de desnível e ampla área de pouso, permitindo longos voos. Também existem trilhas para mountain bike e caminhadas, além de inúmeras cachoeiras.

A cidade de Rio Casca se destaca pela produção de artesanato em cobre, tendo como principal atração turística a Lagoa Grande. Entre os eventos de destaque está a Festa da Padroeira Nossa Senhora da Conceição do Rio Casca e também integra o caminho feito pelo Padre Antônio Ribeiro Pinto.

Já em São Pedro dos Ferros, inúmeras lagoas na zona rural, oferecem área de banho para turistas. A cidade tem eventos tracionais como: a Festa da Padroeira de São Pedro (29/6), Aniversário da Cidade (31/11) e a Festa do Ferrense Ausente, realizada há mais de 30 anos. Dentre as manifestações culturais e artísticas destacam-se, Grupos de Congado, Capoeira e a Sociedade Musical Lyra Carlos Gomes. Diversos os bens tombados como Patrimônio Cultural do Município, como a Igreja do Sagrado Coração de Jesus, construída no Século XIX e que conserva as suas características originais.

Em Piedade de Ponte Nova a Praça da Matriz é um bom lugar para se viver as horas de sossego e tranquilidade. Entre as festas tradicionais está a festa da Padroeira Nossa Senhora da Piedade, em setembro, com grande demonstração de fé e religiosidade popular. Em paralelo à festa da padroeira, os amantes do off-road quebram o típico sossego da cidade com o Encontro dos Jipeiros. O evento atrai também trilheiros e motociclistas.

No município de Santo Antônio do Grama destaca-se o Encontro Nacional de Motociclistas, que acontece em junho, e o Encontro de Trilheiros, em dezembro. Para quem não é adepto da aventura, a tradição religiosa é uma boa opção. A festa religiosa mais popular é a de Nossa Senhora Aparecida, no dia 12 de outubro. Entre abril e novembro, pode-se visitar e vivenciar os ensaios do grupo de Congado Reinado do Rosário, nas noites de quinta-feira.

Quem vai a São José do Goiabal pode viver uma experiência que ficará marcada na memória. Na terra dos milagres do Padre Ermelindo existem vários eventos religiosos, entre os quais, se destaca a Festa de São José (março) e o Jubileu do Senhor Bom Jesus (setembro). Hoje, conhecida como Festa dos Romeiros do Padre Ermelindo, ganhou amplitude depois de sua morte.

Em um passeio pela cidade de Sem Peixe, pode-se visitar a histórica Matriz de São Sebastião, a Capela de São Vicente de Paula, aos ensaios da Corporação Musical Nossa Senhora das Graças e ainda conhecer o grupo de congado Marujos de Nossa Senhora do Rosário. Entre as diversas festas religiosas, se destacam a do Padroeiro São Sebastião e a de Nossa Senhora do Rosário. A tradicional Cavalgada de São Bartolomeu, na comunidade da zona rural, integra o calendário de eventos da Estrada Real e municípios vizinhos. Também na área rural, belas cachoeiras e trilhas ecológicas.

Em Urucânia, depois da chegada do Padre Antônio Ribeiro Pinto, em 1947, nunca mais a vida da pequena e pacata vila foi a mesma. Rapidamente as notícias dos milagres realizados com a interseção desse sacerdote se espalharam pelo mundo. Arquivos do Museu Padre Antônio, instalado na casa onde viveu, comprovam a popularidade do Padre Antônio e a repercussão desses acontecimentos pelo Brasil e pelo mundo. Devoto de Nossa Senhora das Graças, o Padre Antônio criou a festa da Medalha Milagrosa, em sua homenagem que, atualmente, tem o seu auge no dia 27 de novembro e no domingo anterior. Somente no dia da festa, o museu Padre Antônio chega a receber mais de 10 mil visitantes. No entorno do Santuário de Nossa Senhora das Graças, ainda existem o Mirante da Santa e a imagem do Cristo Redentor, ambas esculpidas em pedra sabão.

Fonte: Secretaria de Turismo de Minas Gerais

  
  

Publicado por em