Baianos e turistas vão escolher os sete pontos mágicos de Salvador

Iniciativa vai promover a revitalização dos atrativos que serão definidos na capital baiana

  
  

A capital baiana terá um atrativo a mais para os turistas a partir deste ano. Com o objetivo de alavancar o setor, com a disponibilidade de novos roteiros, o trade baiano vai lançar, no fim de março, próximo ao aniversário de Salvador (29 de março), uma votação para a escolha dos sete pontos mágicos da cidade. A iniciativa tem como foco a renovação do turismo receptivo da primeira capital do Brasil.

A mobilização para essa ação partiu de uma demanda dos próprios empresários, que enxergaram essa necessidade de renovar o setor de turismo receptivo na cidade. “Salvador precisava oferecer novos roteiros aos turistas. Estávamos com uma carência de ofertas”, aponta Kika Tenório, proprietária da Vento Livre Turismo e presidente da Câmara Baía de Todos os Santos.

Depois de diversas reuniões entre o Cluster de Turismo e Entretenimento, a Salvador Turismo, a Secretaria de Turismo, o Sebrae/BA, o Conselho Baiano de Turismo e a Câmara Baía de Todos os Santos, foram definidos 14 pontos, dos quais o público poderá escolher sete, que ficarão conhecidos como os sete pontos mágicos da cidade.

Para Kika, essa ação é uma oportunidade para uma guinada no turismo em Salvador. Além disso, ela acredita que é uma forma de chamar a atenção dos órgãos competentes, para problemas de infra-estrutura nesses pontos específicos, de forma que possam ser realizadas melhorias. “Os alunos do curso de turismo da FIB vão levantar os principais problemas encontrados nesses pontos, de forma que o poder público possa trabalhar na melhoria da infra-estrutura desses locais, que serão escolhidos por baianos e turistas”, explica Kika, que também é professora universitária.

O presidente da Associação das Agências e Operadoras de Receptivo da Bahia (Abre), Jean-Paul Gonze, diz que todos vão sair ganhando com essa iniciativa. “Serão novos roteiros, que darão à cidade um novo atrativo, além dos tradicionais”, diz Jean-Paul, que também é proprietário da Lilás Turismo.

Ele afirma que esse pode ser o passo inicial de uma série de melhorias para diversos pontos turísticos de Salvador. “Ainda é muito cedo para chegar a qualquer conclusão. Mas, esperamos que, com o sucesso dessa ação, possamos realizar outras em benefício do turismo receptivo na cidade”, conclui.

Já o presidente do Cluster de Turismo e Entretenimento, Xavier Venciana, acredita que antes de serem feitos investimentos em divulgação externa, Salvador precisa “arrumar a casa”. “Estamos em no maior pólo de turismo da Bahia e precisamos valorizar os pontos turísticos da cidade”, diz. Para ele, a ação da escolha dos sete pontos mágicos será uma forma de fomentar o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva do turismo.

A votação será realizada pela internet, através de um hotsite que será lançado no final de março. O público poderá votar durante três semanas e, após esse período, será realizado um evento para anunciar os sete pontos mágicos de Salvador. “A idéia é proporcionar a renovação de roteiros na cidade, de forma que se crie um novo olhar sobre a capital baiana, através do turismo”, diz Cristiane Serra, gestora de projetos do Sebrae.

A iniciativa dessa ação é do Cluster de Turismo e Entretenimento, das agências de turismo receptivo, além do Conselho Baiano de Turismo e a Câmara Baía de Todos os Santos. A execução do projeto envolve ainda o Sebrae, a Salvador Turismo e a Secretaria de Turismo.

Serviço:
Sebrae na Bahia - (71) 3320-4300

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em