Bicharada do Gramadozoo pronta para o frio

O frio chegou com força ao Rio Grande do Sul e os animais do Gramadozoo estão preparados para enfrentar as baixas temperaturas. Das cidades brasileiras que possuem zoológico, Gramado é a de inverno mais rigoroso

  
  
Macaco Prego

O frio chegou com força ao Rio Grande do Sul e os animais do Gramadozoo estão preparados para enfrentar as baixas temperaturas. Das cidades brasileiras que possuem zoológico, Gramado é a de inverno mais rigoroso. No entanto, o clima da região não interfere no conforto dos habitantes do zoo. Todos os recintos possuem sistemas de climatização para garantir qualidade de vida mesmo às espécies típicas de clima quente. Quando faz muito frio, até o recinto dos pinguins é aquecido.

Segundo o veterinário Renan Stahdler, o pinguinário conta com um climatizador que mantém a umidade e a temperatura controladas. “Quando esfria muito, o climatizador aquece os pinguins. Mantemos a temperatura sempre próxima dos 16ºC”, explica.

Conforme ele, os animais de clima quente ficam em ambientes especiais com aquecimento. Iguanas, jabotis e primatas contam com estufas em seus recintos. “Temos alguns macacos-prego que não abrem mão do cobertor”, diz.

Já as cobras e iguanas, contam ainda com uma lâmpada especial que emite calor. “Além do aquecedor, a lâmpada ajuda a manter o recinto aquecido. Iguanas são animais ectotérmicos. Sua temperatura corporal varia conforme a temperatura ambiente”, explica.

Além de mecanismos de climatização, a equipe técnica do zoológico reforça a alimentação dos bichos. Pinhão, polenta e bergamota integram a dieta especial do inverno. “No inverno, acrescentamos alimentos mais calóricos e frutas da estação como a bergamota, que é rica em vitamina C. Já o pinhão, que possui 22 calorias, faz parte da alimentação de aves e macacos. O mico-de-cheiro, que é um animal amazônico, adora”, afirma o veterinário.

Fonte: Gramadozoo/Halder Ramos

  
  

Publicado por em