BNDES irá disponibilizar mais recursos para o turismo

Ministério do Turismo e BNDES discutem a possibilidade de ampliar os investimentos no setor

  
  

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, se reuniu hoje com representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Na pauta, os gargalos para a liberação de créditos e o aumento da vigência da linha de financiamento Pró-Copa, com a possível ampliação da lista de empreendimentos passíveis de serem beneficiados.

Recentemente duplicado para R$ 2 bilhões, o Pró-Copa está voltado exclusivamente para a hotelaria e está previsto para ser extinto no próximo ano. Representantes do BNDES abriram a possibilidade de tornar permanente a linha de crédito voltada para o turismo, com a possibilidade de destinar o capital para outros tipos de investimentos, como centros de convenções.

O secretário executivo do MTur, Valdir Simão, apresentou o panorama do turismo no Brasil, o posicionamento do país no mercado mundial e as demandas do setor produtivo para o banco. Na lista de pleitos, a flexibilização das garantias e a ampliação dos prazos de financiamento, atualmente fixado em, no máximo, 18 anos. Os representantes da entidade financeira se comprometeram a analisar as questões.

Legado
O ministro Gastão Vieira destacou o legado dos megaeventos esportivos como o maior desafio da pasta. “Poucos países tiveram a oportunidade que estamos tendo de sediar eventos do porte da Jornada Mundial da Juventude, Copa do Mundo e Olimpíadas em tão pouco tempo”, avaliou o ministro.

Entre os itens apontados como estratégicos para garantir o melhor posicionamento do Brasil no mercado turístico mundial, os parques nacionais foram citados como uma das alternativas mais atrativas. “Sustentabilidade é central na estratégia do BNDES, temos analisado esses aspectos na liberação dos recursos e a resposta dos empresários foi muito positiva”, afirmou o diretor do banco, Júlio Raimundo. A eficiência energética e os selos verdes são os principais itens levados em consideração na aprovação e definição de prazos dos financiamentos.

Representantes do MTur e BNDES se comprometeram a agendar uma nova reunião para aprofundar a pauta. Também participaram da reunião o secretário Nacional de Políticas de Turismo, Vinicius Lummertz, o diretor do Prodetur, Carlos Henrique Sobral, e assessora da Presidência do BNDES, Helena Lastres.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em