Bonito: mergulhe nessa emoção!

Turistas que visitam a famosa cidade do Mato Grosso do Sul descobrem sem esforço o porquê do seu nome

  
  
Bonito (MS) é lindo!

Banhos em águas transparentes, biscoitos e bolos feitos no fogão a lenha, sanduíche de jacaré, histórias e lendas de um lugar mágico, encantado pela natureza: Bonito (MS). Conhecido por suas belezas naturais, a cidade está entre os destinos contemplados pelo projeto Economia da Experiência do Ministério do Turismo (MTur). O objetivo é capacitar os empreendedores locais para agregarem valor aos seus estabelecimentos por meio da oferta de atividades diferenciadas que despertem a emoção, prazer, inspiração e satisfação dos turistas em um verdadeiro Tour da Experiência – proposta da marca do projeto.

Quem chega à cidade pode ser surpreendido por um peixe no meio da rua. Mas não se assuste, é apenas um artista fantasiado distribuindo panfletos da Agência AR, empreendimento participante do Economia da Experiência. Segundo Millayne Bechtllufft, a agência trabalha o conceito do projeto ao fugir do rotineiro e oferecer aos turistas pacotes personalizados. “Bonito já encanta só de chegar. Então nosso diferencial são os pacotes personalizados. A gente faz um Raio X do que o cliente quer desde o transporte até a pousada e busca fazer um roteiro específico para ele de acordo com seu perfil”, explica.

Em Bonito (MS), o projeto desenvolveu dois roteiros em parceria com os empreendedores locais. O roteiro Personalidades e Sabores de Bonito propõe um encontro pleno com a natureza e suas magias por meio de atividades como o mergulho, flutuação, rapel, gruta, cachoeiras e passeios de bote.

Além disso, na Estância Mimosa Ecoturismo, o turista será recebido em um ambiente temperado pelo sabor de biscoitos e bolos típicos feitos em fogão a lenha. O visitante poderá, ainda, se deliciar nas águas transparentes do Rio Mimoso e na cachoeira do Sinhozinho.

Chega a hora do almoço e uma boa pedida são os pratos produzidos à base de mandioca ou uma deliciosa traíra sem espinho. Já para os mais exóticos, a dica é o sanduíche de jacaré.

E, que tal aprender a bordar? Essa é uma das atividades propostas. Nela o turista ao mesmo tempo em que aprende a bordar, interage com as meninas do grupo de artesanato Bonito Feito a Mão e ouve suas histórias de vida.

Segundo a coordenadora geral de Produção Associada ao Turismo do MTur, Ana Cristina Albuquerque, a proposta é os empreendedores diversifiquem os produtos ofertados aos turistas. “Hoje o turista não quer só tirar uma foto do lugar visitado e levar como lembrança, ele quer viver emoções diferenciadas e essa é a proposta do projeto”, ressalta.

No Roteiro de Inspiração e Expiração, também formatado pelo projeto, o turista poderá relaxar em uma suíte temática e ser embalado pelos cantos e encantos da natureza. Ou, então, inspirar-se com as lendas locais e a influência dos índios kadiwéu na cultura bonitense. O passeio pela fábrica de cachaça Taboa, produto local, e o artesanato feito com produtos recicláveis também são uma atração do roteiro.

Além de Bonito (MS), Costa do Descobrimento (BA), Belém (PA), Petrópolis (RJ), e Região da Uva e Vinho – Serra Gaúcha (RS) são destinos contemplados pelo projeto e já oferecem aos turistas produtos diferenciados com base na experiência e na vivência. O Economia da Experiência é desenvolvido pelo MTur em parceria com o Sebrae Nacional e sob gestão do Instituto Marca Brasil (IMB).

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em

Karina Lima

Karina Lima

13/11/2009 09:29:19
Acho Bonito um lugar maravilhoso onde pude contemplar coisas maravilhosas, alem de conhecer pessoas que nos ensinam e gostam de aprender tambem!