Bragança, no polo Amazônia Atlântica, já conta com sinalização turística

Os turistas que visitam o município de Bragança, no polo Amazônia Atlântica, já podem contar com as facilidades e orientação da sinalização turística realizada no primeiro semestre deste ano pela Companhia Paraense de Turismo - Paratur

  
  

Os turistas que visitam o município de Bragança, no polo Amazônia Atlântica, já podem contar com as facilidades e orientação da sinalização turística realizada no primeiro semestre deste ano pela Companhia Paraense de Turismo (Paratur). O trabalho foi executado pela São Luis Promoções e Eventos, empresa vencedora da licitação realizada pela companhia.

A sinalização turística da Pérola do Caeté, como a cidade é carinhosamente chamada pela população, representa um montante investido de R$ 177.576,00. No total, foram colocadas 159 placas de sinalização nas ruas do município, sendo que são 76 indicativas de atrativos turísticos, 57 indicativas de sentido, dez informativas de distâncias, dez placas interpretativas e seis placas-mapas.

De acordo com a geógrafa da Paratur, Michelle Sena, o trabalho começou com a identificação dos principais pontos turísticos do município e as mais importantes vias de acesso da cidade. "Com isso, partimos para posterior elaboração e implementação das placas de sinalização, tanto para entrada, quanto saída do município", explica.

Ainda segundo Michelle Sena, a companhia já possuía informações sobre Bragança, fruto da ação contínua de inventários dos municípios paraenses realizados pela Diretoria de Fomento. "Após o processamento destas informações, demos início ao procedimento de mapeamento dos circuitos, onde seriam afixadas placas de sinalização", afirma a geógrafa.

A Sinalização Turística tem por objetivo orientar, através de símbolos mundialmente reconhecidos, sobre a localização de atrativos, logradouros públicos, destinos turísticos e os principais pontos de referência. Assim, o projeto facilitará o fluxo de entrada e saída da cidade, e como está organizada tanto do ponto de vista social, quanto urbano.

O manual utilizado para a sinalização é usado em todo o Brasil e foi elaborado pela Organização Mundial do Turismo. Ele indica o caminho e a existência de lugares como mercados, feiras, igrejas, praças, museus, centros culturais, parques, áreas de reserva, venda de artesanatos, entre outros.

Fonte: Agência Pará de Notícias

  
  

Publicado por em