Brasil e Brasileiros já se preparam para a Copa

Brasileiros buscam qualificações e afirmam que não vão perder trabalho para os estrangeiros

  
  
O Brasil vem se movimentando para dar um verdadeiro show – e não só de bola

Desde que foi confirmado como sede da Copa de 2014, o Brasil vem se movimentando para dar um verdadeiro show – e não só de bola. Ano passado, por exemplo, a Secretaria de Turismo da Bahia lançou um curso de qualificação para ambulantes do Largo do Pelourinho, formando 338 trabalhadores. Milton Cavalcante é um deles.

Ambulante no Pelourinho há mais de 20 anos, ele circula pelo Largo de domingo a domingo. Morador do município de Saúde, ficou conhecido por um suco de invenção própria, uma refrescante mistura de limão e coco que é aprovada por turistas e visitantes.

Milton relata que já tem aplicado os novos conhecimentos no ‘negócio’. Além do atendimento diferenciado, ele destaca a importância do aprendizado na hora de manipular os alimentos e trabalhar em equipe, deixando os clientes mais satisfeitos. A planilha de custos que aprendeu a fazer no curso também o ajudou a organizar melhor o trabalho.

Mais conhecida como Leide, a baiana Lídia dos Santos Silva tem 52 anos e é presidente da Associação dos Vendedores Ambulantes do Largo do Pelourinho. Moradora do Largo, tem sua própria casa como “sede” da associação, onde são realizados encontros e reuniões. Apesar de ser proprietária de uma barraca na região, ela conta que ultimamente tem se dedicado mais a orientar o grupo de ambulantes. “Antes do curso, realizávamos nosso trabalho de uma maneira instintiva. Com a capacitação aprendemos a entender melhor o turismo e a enxergá-lo com mais carinho e valor, não só para nossa cidade, mas para todo o Brasil.”

Leide conta que teve aulas de relacionamento, gerenciamento, contabilidade, gestão, manipulação e atendimento. Ela garante que os ambulantes marcarão presença em outros cursos a serem realizados, firmando um compromisso de bem atender turistas e visitantes durante a Copa.

Há também quem busque melhorar sua formação profissional por conta própria. Jairo de Oliveira Santos já morou em Morro de São Paulo (BA) e no Rio de Janeiro (RJ), mas é soteropolitano de nascimento e coração, e é em Salvador que ele espera crescer profissionalmente. Formado em turismo, atualmente aplica seu trabalho na área, a nível operacional, e até a Copa no Brasil ele pretende mergulhar na área de gestão, confiante no leque de novas portas que irão se abrir no setor.

“Depois que o governo reconheceu a profissão (turismólogo), sinto mais segurança em seguir na área. Acredito no mercado e tenho certeza que boas oportunidades virão.” De olho no déficit de mão de obra para atender turistas estrangeiros e nas oportunidades que a Copa trará para o segmento do turismo, Jairo já fez cursos de inglês e espanhol, e hoje fala ambas as línguas influentemente. Para se qualificar ainda mais, vai estudar no Canadá em outubro, onde incluirá o francês no seu currículo.

Para ajudar nas despesas, ele hoje também dirige o taxi de seu pai numa cooperativa no aeroporto. Durante a Copa, Jairo vai se dedicar exclusivamente ao turismo e colocar outra pessoa para trabalhar na frota.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em