Brasil e FIFA trabalham juntos pela Copa

Contagem regressiva: faltam 982 dias para o mundial de futebol de 2014

  
  

A viagem da presidenta Dilma Rousseff à Europa nesta semana não foi pautada apenas por temas relativos à crise financeira internacional. Ela aproveitou a ida à Bélgica, nesta segunda-feira (3), para se encontrar com o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke. Na agenda, a preparação do país para a Copa do Mundo de 2014.

Um dos pontos positivos da conversa foi o compromisso firmado pela entidade e pelo governo federal brasileiro em dar continuidade ao debate sobre a Lei Geral da Copa, em tramitação no Congresso Nacional. Há questões divergentes, como a meia-entrada em estádios para estudantes e a entrada gratuita de idosos.

“Estamos trabalhando juntos. Da parte da FIFA, reconhecemos e respeitamos as leis brasileiras, e o país reconhece e respeita os acordos feitos para sediar o evento”, afirmou Valcke. Na próxima semana, em Brasília, haverá novo encontro entre o governo e a entidade.

Os brasileiros e os turistas estrangeiros que já estão se programando para torcer por suas seleções em 2014 terão a primeira grande notícia do evento no fim de outubro. É quando a FIFA definirá qual cidade fará a abertura do Mundial e quais sedes serão escolhidas para a Copa das Confederações, em 2013.

Segundo Jérôme Valcke, as notícias veiculadas nos meios de comunicação sobre um possível desentendimento entre o Brasil e a FIFA são infundadas. “Nunca discutimos a possibilidade de tirar ou não a Copa do Brasil. Confiamos e queremos a Copa no Brasil”.

A expectativa é que 600 mil estrangeiros venham ao país e que cerca de 3 milhões de viagens domésticas sejam realizadas durante a competição.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em