Brasil e Reino Unido trocam experiências sobre Olimpíada

Em Londres, ministro Luiz Barretto se reúne com o executivo da Visit Britain (Agência Britânica de Promoção Turística), Christopher Rodrigues

  
  

O ministro do Turismo, Luiz Barretto, reuniu-se na tarde desta sexta-feira (18), em Londres, com o executivo-chefe da Visit Britain (Agência Britânica de Promoção Turística), Christopher Rodrigues, para discutir assuntos relativos aos Jogos Olímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de janeiro (RJ). O encontro deu sequência ao acordo firmado há um mês entre os governos brasileiro, inglês e australiano para a troca de experiências sobre a organização de uma Olimpíada. Londres será sede dos jogos de 2012 e Sydney foi a sede em 2000.

Para o executivo inglês, a Olimpíada servirá para a promoção turística do Reino Unido. “Como Londres já é um destino muito conhecido, nós tentaremos ampliar o conhecimento que o mundo tem de todo o país”, disse. Para Barretto, os Jogos do Rio serão uma oportunidade – assim como a Copa de 2014 – de apresentar um Brasil sofisticado ao resto do mundo. “Além do legado de infraestrutura, nós vamos nos mostrar como um país que não está reduzido aos estereótipos”.

O planejamento de promoção inglês prevê ações nos anos que se seguirão aos Jogos de 2012. “Em Sydney não foi realizada essa ação subsequente e houve perda de oportunidades”, afirmou Rodrigues. Entre as ações que estão sendo discutidas, está a utilização de mídias alternativas como as toalhas de papel que cobrem as bandejas de grandes redes de lanchonetes. O governo britânico estima que a audiência acumulada dos jogos de 2012 será de 750 milhões de residências em 140 países.

Sobre as ações de promoção no Brasil, o ministro Luiz Barretto citou o exemplo da Casa Brasil aberta esta semana em Joanesburgo, na África do Sul, para divulgar o país. Durante o encontro, o executivo inglês ofereceu ajuda para identificar uma área em Londres onde a experiência da Casa Brasil possa ser repetida em 2012.

Pela manhã, o ministro Barretto visitou as obras da cidade olímpica que está sendo erguida em uma área até então decadente na região leste de Londres. As obras, orçadas em 9,3 bilhões de libras esterlinas (cerca de R$ 25 bilhões) serão concluídas em 2011, segundo as autoridades inglesas.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em