Brasil encanta operadores de turismo de todo o mundo

Estande da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) na World Travel Market, que acontece em Londres, conta com 50 cooperados e celebra as 12 cidades-sede da Copa de 2014

  
  
WTM – World Travel Market 2010

São 758 m² de estande, 50 cooperados e um público sedento de informações sobre o Brasil na WTM – World Travel Market 2010, que começou ontem (8/11) e segue até a próxima quinta-feira (11/11), em Londres. "As mesas dos cooperados estão sempre cheias. Eles não pararam nem um minuto nesta terça-feira (09), o que mostra que o mercado está se recuperando da crise econômica de 2009. O Brasil, celebrando as 12 cidades-sede da Copa 2014 em sua decoração, mostra toda a diversidade de seus destinos que, realmente, são sensacionais", declara Glauco Fuzinatto, executivo do Escritório Brasileiro de Turismo no Reino Unido.

O empresário Francisco Havas participa do WTM há mais de 20 anos e concorda com Glauco no que diz respeito à recuperação do mercado mundial. Esteve hoje com operadores da Hungria, Croácia, Rússia, Polônia, Bulgária, Israel, Índia e Inglaterra. "Estão todos fazendo pesquisa de preços e interessados em levar mais turistas para o Brasil."

"Há um crescimento de cerca de 50% da movimentação no estande se comparada com a do ano passado", afirmou a paranaense Jandira Cordeiro Pastorello, responsável por encantar os estrangeiros com informações sobre Foz do Iguaçu (PR). Depois do Rio de Janeiro (RJ), Foz tem se destacado como grande destino para os turistas internacionais. Das cataratas às belezas do Parque das Aves, tudo chama a atenção. E agora, com a Copa do Mundo chegando, e sendo Curitiba, a capital do estado, uma das cidades-sede, ganha novo sabor visitar e sentir o impacto e a energia das águas.

No estande, entre os módulos com representações de estados brasileiros, Pernambuco também cumpre importante papel. Os destinos indutores de desenvolvimento regional fazem os olhos dos operadores de turismo de várias partes brilhar: Recife, Olinda, Porto de Galinhas e Fernando de Noronha.

Floresta Tropical

Pela manhã, foi dia de tratar das florestas tropicais brasileiras. O diretor de Produtos e Destinos, Marcelo Pedroso, fez palestra sobre investimentos em turismo sustentável na Região Amazônica. Citou o programa Turismo de Base Comunitária do Ministério do Turismo e empreendimentos como Cristalino Lodge, premiado pela preocupação com a conservação ambiental e, ao mesmo tempo, o desenvolvimento das comunidades matogrossenses (o prêmio foi o World Savers Awards, da Condé Nast Traveler). Marcelo tratou ainda de projetos na Reserva de Mamirauá e do Uacari Lodge.

Segundo o diretor da Embratur, em 2009, o Brasil registrou a mais baixa taxa de desmatamento na Amazônia dos últimos 20 anos: 42% a menos do que em 2008. "Tudo leva a crer que a taxa cairá ainda mais em 2010." Perguntado sobre a possibilidade de o turismo sustentável ser uma boa resposta para acabar com o corte da madeira, ele disse que pode ser uma parte da resposta, mas não toda. "Até mesmo por causa da nossa política de conservação. Financeiramente, não há como o turismo sozinho competir com as madeireiras. A solução deve ser outra, integrada, sustentável e bem planejada.", disse.

Amanhã, ele participará de outro painel do WTM. Dessa vez, sobre investimentos e o crescimento do turismo de aventura no país, principalmente o chamado "soft adventure", ou seja, realizado em locais com infraestrutura e todo o conforto possível. A palestra será às 13h de Londres no Excell, onde acontece todo o evento.

O encerramento das atividades no estande brasileiro aconteceu no fim da tarde com muita música. O Trio Jazz Rio atraiu a atenção de cooperados e visitantes que ouviram canções de bossa nova e samba. Demonstração de capoeira também contribuiu para apresentar a variedade brasileira. Amanhã, Leandra Varanda e Banda farão apresentação às 12h.

Confira aqui a apresentação de Marcelo Pedroso

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em