Brasil recebe rota para visitantes de multidestinos

Os canadenses destacam-se com um dos grupos de turistas que mais gastam em viagens no mundo

  
  

O Brasil será beneficiado com o novo voo direto de Cuba a partir de junho. Com a nova rota, o objetivo é atrair turistas canadenses, alemães e russos para os destinos brasileiros.

O ministro do Turismo do Brasil, Gastão Vieira, destacou a importância da associação estratégica para ampliar o fluxo de visitantes entre os dois países.

O entendimento foi destacado durante a abertura da 33ª Feira Internacional de Turismo de Cuba (Fit Cuba 2013), ocorrida na terça-feira (7/5) em Varadero, na ilha caribenha.

No ano passado, Cuba recebeu 2,8 milhões de visitantes estrangeiros, dos quais um milhão oriundos do Canadá. Os canadenses destacam-se com um dos grupos de turistas que mais gastam em viagens no mundo, segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT).

“Com a abertura de um voo direto semanal entre São Paulo e Havana, a partir de 10 de julho, teremos o desafio de estreitar os laços e gerarmos ganhos para os dois países dentro de uma política de multidestinos”, afirma Gastão Vieira.

Ele explicou que a visão do Plano Nacional de Turismo brasileiro é posicionar o Brasil entre as três maiores economias de turismo do mundo até 2022. Atualmente o país ocupa a sexta colocação no ranking.

- Multidestinos:

Em reunião realizada na segunda-feira (6), os ministros do Turismo de Cuba e do Brasil discutiram mecanismos para fomentar a cooperação a partir de uma política de multidestinos. A ideia é estimular os estrangeiros que visitam a ilha a prolongar a viagem com destino ao Brasil.

“A política de multidestinos é estratégica. Estamos desenvolvendo políticas para atrair estrangeiros para o Brasil e, assim, reduzir o déficit na balança comercial do turismo que, no ano passado, atingiu os 15,5 bilhões de dólares”, comentou Gastão Vieira.

Segundo ele, o aumento da competitividade do turismo brasileiro é fundamental para que se consiga diversificar a oferta e aumentar o gasto do turista internacional no país.

O ministro do Turismo de Cuba, Manoel Marrero, sugeriu o estabelecimento de um cronograma de trabalho para se tratar de questões relacionadas à cooperação em matéria de turismo.

Os dois ministros concordaram que a operação da nova rota entre os dois países representa um impulso para o aumento do fluxo de turistas. O Brasil envia uma média de 15 mil turistas/ano para Cuba e no sentido inverso são cerca de 4 mil.

A Fit Cuba 2013 ocorre até o próximo dia 11 com participação do Brasil. Mais de 60 empresas de turismo do país, entre agências e operadores, participam do evento como convidados do governo cubano.

- Agenda estratégica:

O ministro do Turismo de Cuba, Manoel Marrero, assegurou que o Brasil é um país estratégico para a política externa cubana.

“Traçamos uma estratégia com foco no Brasil, o gigante sul-americano. Vamos investir maciçamente na promoção de nossos destinos por conta da inauguração do voo direto Havana/São Paulo e abrir um escritório de turismo na capital paulista”, detalhou o ministro.

Marrero destacou investimentos que estão sendo realizados em Cuba para incrementar a atividade turística. Segundo ele, até 2020 serão construídos 10 mil quartos, o que aumentará para 80 mil unidades habitacionais a oferta de hospedagem na ilha. Atualmente são 60 mil quartos, dos quais 75% de quatro e cinco estrelas. “Temos a segurança e a qualidade do ensino como vantagens competitivas para atrair investidores internacionais”, avalia.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em