Brasil se consolida entre os principais destinos para eventos internacionais

País manteve a liderança na América do Sul e o segundo nas Américas, superado apenas pelos Estados Unidos. Entre as cidades da América do Sul, São Paulo mantém o segundo lugar

  
  

O Brasil se manteve, pelo quarto ano consecutivo, entre os dez principais destinos para a realização de feiras e congressos internacionais do mundo, segundo o ranking da Icca (International Congress and Convention Association), referente a 2010. Com 275 eventos e na nona colocação, o país consolida sua posição entre os “Top 10” e amplia as expectativas de investimentos que se abrem com a realização da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

Desde 2003, quando a Embratur passou a responder pela promoção do Brasil no exterior, o número de eventos internacionais no país aumentou em mais de quatro vezes (443%) – eram 62 – e mais do que dobrou o número de cidades que passaram a sediar encontros dentro dos parâmetros da Icca. Passou de 22 para 48 cidades brasileiras, em 2010.

O ministro do Turismo, Pedro Novais, afirmou que “o Ministério do Turismo, por meio do trabalho da Embratur, está no caminho certo para buscar posições ainda mais relevantes no ranking” da Icca. Para o presidente da Embratur, Mário Moysés, o resultado mostra a força do setor de eventos brasileiro, em um cenário tão competitivo, como o deste segmento em nível internacional.

Na avaliação global do ranking, destaque para o avanço observado entre os países asiáticos, que galgaram importantes posições. Japão e China, por exemplo, passaram aos 7º e 8º lugares.

Na distribuição continental, o Brasil manteve a liderança na América do Sul e o segundo nas Américas, superada apenas pelos Estados Unidos. No ranking das cidades, na América do Sul, São Paulo mantém-se em segundo lugar, com 75 eventos. Sete outros destinos brasileiros ficam entre os 50 mais atrativos (Rio de Janeiro, Brasília, Florianópolis, Porto Alegre, Foz do Iguaçu, Belo Horizonte e Salvador). Buenos Aires, com 98 eventos, entre os 172 realizados pela Argentina, é a cidade que o ocupa o primeiro lugar na América do Sul.

Segundo Moysés, a Embratur continuará atuando em parceria com as cidades brasileiras e seus Conventions e Visitors Bureaux, “fornecendo todo o apoio técnico e institucional às demandas que nos são encaminhadas e proporcionado todas as ferramentas promocionais que potencializem as candidaturas pleiteadas”.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em