Caminhos Chico Mendes

Um passeio pela memória nacional na maior floresta tropical do mundo

  
  

Um mergulho na história da preservação da Amazônia. Uma oportunidade de vivenciar o dia-a-dia de um seringal tradicional da primeira metade do século XX. Uma chance de conhecer o modo de vida dos seringueiros e extrativistas, bem como as experiências econômicas de manejo de produtos florestais.

A Rota Caminhos Chico Mendes, em Rio Branco e município de Xapuri (AC), permite a aproximação do turista com a história dos movimentos sociais das décadas de 1970 e 1980. A luta dos grupos em defesa da preservação dos modos de vida tradicionais e do uso sustentável dos recursos naturais deu origem as reservas extrativistas na Amazônia.

O passeio proporciona o contato direto com a natureza amazônica e a história de Chico Mendes, líder da luta dos povos da floresta e conhecido mundialmente pela defesa da Amazônia e da convivência harmoniosa entre o homem e a natureza. Foi a representatividade do líder sindicalista que transformou Xapuri em cidade símbolo do movimento ambientalista mundial.

A viagem começa em Rio Branco. Capital do Acre, a cidade conta com uma boa infraestrutura para o turista, com opções de lazer, bons hotéis, teatros, bares e restaurantes, onde o viajante encontra deliciosos pratos da gastronomia regional.

O Seringal Cachoeira, localizado no município de Xapuri, é a sede do Assentamento Agroextrativista Chico Mendes, onde ele viveu e trabalhou. Lá o turista encontra familiares, amigos e companheiros de luta do líder seringueiro. Destaca-se como o lugar ideal para um passeio ecológico em meio a uma magnífica e densa floresta tropical.

RIO BRANCO

Rio Branco é a capital e mais populosa cidade do Acre, com quase metade dos seus habitantes. No último levantamento, em 2007, a população do município era de 290.639 pessoas. Além disso, foi um dos primeiros povoados a surgir nas margens do rio Acre.

A cidade possui a menor média de temperatura anual dentre as capitais do norte. O clima equatorial varia de 10°C a 38°. O meses de julho e agosto são os mais quente do ano. Geralmente entre maio e agosto a cidade sofre o fenômeno da friagem, e os termômetros registram uma média de 15°C.

XAPURI

O nome Xapuri é uma homenagem aos antigos habitantes da região, os índios Xapury. O município fica a 188 quilômetros da capital e possui uma área aproximada de 4.723,6 km², o equivalente a 600 campos de futebol ou 3,08% da área total do estado. A população é de 13.651 habitantes, correspondente a 2,5% do total do Acre.

Com a decadência dos seringais da Amazônia a economia de Xapuri perdeu musculatura e passou a manter-se das atividades agroindustriais e agroextrativistas em pequena escala. Hoje, Xapuri recebe um grande fluxo de turistas de várias localidades do mundo, interessados em conhecer a cidade onde viveu e morreu o sindicalista Chico Mendes.

Programe a sua Viagem

1º Dia:
Manhã: City tour em Rio Branco, visita a Casa do Artesão, Casa Dos Povos Da Floresta. Horário: 2ª a 6ª feira de 8h as 18h e sábados e domingos de 16h as 21h. Museu da Borracha “Gov. Geraldo Mesquita”: Horário: 2ª a 6ª feira das 8h às 18h. Sábado e Domingo das 16h ás 21h. Fone p/ agendar visitações: 32246605. E-mail: museu.fem@ac.gov.br
Almoço
Tarde: City tour em Rio Branco, visita a Biblioteca Da Floresta Senadora Marina Silva, Palácio Rio Branco. Horário: 3ª a 6ª feira de 8h às 16h, sábado e domingo de 16h às 21h. E-mail: adm.palacio@ac.gov.br Tel.: (68) 3223-9240/9241/9262; Praça Povos da Floresta, nela encontra-se o Centro de Atendimento ao Turista de 2ª feira a domingo das 8h às 18h00. Mercado Velho.

2º DIA:
Manhã: Saída para Xapuri, visita a Fábrica de Preservativos de Xapuri. City tour em Xapuri, visita a Casa de Chico Mendes; Fundação Chico Mendes; Museu de Xapuri; deslocamento para o Seringal Cachoeira.
Almoço - Vivência com o seringueiro e a relação dele com a floresta, passeio pela floresta, pelas estradas de seringa.
Tarde: Saída para o passeio pela Trilha do Centro. Banho na fonte de água cristalina coberta pela floresta.
Noite: Jantar / contos e causos acreanos

3º DIA
Manhã: Saída para a Trilha da Seringa. A visitação é ilustrada por contos e histórias da 1º metade do século XX, com vestuário que possa recriar a atmosfera do passado dessa região.
Almoço
Tarde: Saída para o passeio pela Trilha da Coroa, essa trilha possibilita ao turista conhecer as árvores símbolos do Estado do Acre: a seringueira e a castanheira.

4º DIA:
Manhã: Após Café da manhã, saída para a Cidade de Rio Branco, Parque Chico Mendes, com floresta primária, diversificada fauna, exuberante vegetação, zoológico, réplicas de maloca indígena. Horário: de terça-feira a domingo das 7h às 12h e das 14h às 17h. Fone: (68) 3221-1933. Almoço Típico

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em