Centro da América do Sul festeja aniversário

Cuiabá completa 293 anos com o titulo de Cidade Verde. A cidade conta com mais de 16 museus e tem em sua principal característica o turismo cultural

  
  
Com clima quente e muita arborização, Cuiabá é conhecida como ‘Cidade Verde’ e se situa na parte mais central da América do Sul

Neste Domingo de Páscoa, a capital do Mato Grosso completou 293 anos. Mas a programação para o aniversário se estende até o final do mês. Na quarta (11), a Praça Alencastro terá a concentração para o City Tour ‘Cuiabá Conhecendo Cuiabá’. E dia 15 (domingo), o Estádio Dutrinha realizará o Cuiabá Show de Bola de Futebol Master.

Escolhida uma das 12 cidades-sede para a Copa do Mundo da Fifa de 2014, Cuiabá, a maior cidade do estado, representará o Pantanal no torneio. Com clima quente e muita arborização, é conhecida como ‘Cidade Verde’ e se situa na parte mais central da América do Sul.

Desde sua fundação, a capital apresenta o convívio de várias culturas, o que é refletido na dança, nos artesanatos, no modo de falar e na gastronomia. Essa última é um dos pontos que mais atraem turistas, com sua base nos peixes dos rios da região (pacu, pintado, cachara e dourado), tem influência indígena, portuguesa, espanhola e africana. Os pratos mais típicos do local são a ‘Mojica de Pintado’ e a ‘Maria Isabel’ - farofa de banana da terra.

A diferença dessa culinária está na incorporação de ingredientes da flora e fauna nativas. A combinação e o modo de preparo de cada prato seduzem ao paladar, ao olfato e aos olhos. Frutos exóticos, como o pequi, enriquem os pratos típicos com cores e aromas. Os restaurantes da cidade dão aos pratos toques gourmets, conquistando os mais exigentes e sofisticados paladares. Nas famílias cuiabanas, mais tradicionais, o cafezinho brasileiro é substituído pelo chamado ‘guaraná de ralar’.

Terra de povo alegre e hospitaleiro, conta com programas noturnos e pontos turísticos. Quem visita Cuiabá deve conhecer seu Centro Histórico, que guarda relíquias do período colonial, e onde se situam os famosos calçadões. O Centro Geodésico da América do Sul guarda lembranças dos tempos onde era uma praça de enforcamento de condenados, além de campo de touradas.

Entre tantas igrejas, algumas são paradas obrigatórias. A Igreja do Bom Despacho, conhecida como ‘Notre Dame Cuiabana’, é a mais bonita da cidade, com seu estilo gótico. A Capela de São Benedito é a única barroca de Cuiabá, fundada por escravos em 1764.

Com mais de 16 museus, a cidade tem em sua característica o turismo cultural. O Palácio da Instrução, conta com Museu Histórico, Museu de Arte Sacra e Museu de Historia Natural e Antropologia (Centro de Zoologia,Botânica, Antropologia e Paleontologia do Estado). O campus da UFMT comporta o Museu do Índio (Rondon). O Aquário Municipal tem vista para o Rio Cuiabá e parte da cidade, além do Museu do Rio (com peixes do Pantanal).

Quem gosta de artesanato deve dar uma passada na ‘Casa do Artesão’, onde tem uma bela amostra da cultura mato-grossense em um ‘Museu do Artesanato’ com exposição permanente de peças caboclas e indígenas. O turista pode comprar souvenires.

Parques são outros pontos da cidade bastante procurados. O ‘Parque Estadual Mãe Bonifácia’ contêm 77 hectares de área verde e diversas espécies da flora e vegetação típica do cerrado, com diversas pistas para caminhada. E o Zoológico da cidade possui animais típicos da fauna mato-grossenses e do pantanal. Os clubes e parques aquáticos são ideais devido ao clima quente.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em