Cinco futuros roteiros integrados têm espaço no Salão do Turismo

Os novos produtos turísticos estão em fase de estruturação, diagnósticos, oficinas e palestras para empresários do trade nas cinco regiões do País

  
  
O Roteiro Civilização do Açúcar abrange os estados de Alagoas, Pernambuco e Paraíba

Sebrae Nacional, Ministério do Turismo (Mtur) e Embratur estão desenvolvendo uma segunda geração de roteiros turísticos integrados no País por meio do mesmo acordo que implementou a Rede de Cooperação Técnica para Roteirização, que já conta com cinco roteiros implantados no Brasil.

A segunda geração de roteiros integrados, com cinco novos destinos, será apresentada no IV Salão do Turismo, que será inaugurado nesta quarta-feira (1º) no Parque de Exposições do Anhembi em São Paulo, prosseguindo até domingo (5).

Os roteiros da segunda etapa do acordo entre Sebrae Nacional, Ministério do Turismo e Embratur são: Aparados da Serra, Cânions Gaúchos e Catarinenses; Roteiro Integrado do Sudeste; Travessia do Pantanal; Rota 174 Amazonas/Roraima; e Civilização do Açúcar (PE/AL/PB). Secretarias e órgãos estaduais de turismo, unidades do Sebrae e o Instituto Marca Brasil continuam sendo os parceiros, gestores e executores dos projetos dos novos roteiros, assim como ocorreu na primeira etapa da parceria.

Os novos produtos turísticos estão em fase de estruturação, diagnósticos, oficinas e palestras para empresários do trade. “Alguns desses roteiros se encontram em etapa mais adiantada ou numa fase intermediária de implementação”, informa Dival Schmidt, coordenador nacional da carteira de projetos de turismo do Sebrae Nacional.

Aparados da Serra, Cânions Gaúchos e Catarinenses

O Roteiro Integrado Aparados da Serra, Cânions Gaúchos e Catarinenses vai integrar as duas regiões detentoras dos maiores e mais belos cânions brasileiros, abrangendo a região dos Campos de Cima da Serra e parte da restinga litorânea nos estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Nele os turistas poderão optar entre atividades de turismo de aventura, cultural, rural e ecoturismo. Cavalgadas, caminhadas, passeios de bicicleta, rappel, entre outras atividades e produtos, já estão sendo comercializados por operadoras locais.

As opções de hospedagem vão desde refúgios ecológicos e de montanha até charmosas pousadas rurais. Esse roteiro envolve os municípios de: São Francisco de Paula, Cambará do Sul e São José dos Ausentes, no Rio Grande do Sul; e Praia Grande, Bom Jardim da Serra, Urubici e São Joaquim, em Santa Catarina. O site do roteiro é www.aparadosdaserra.net.

Roteiro Integrado do Sudeste

O Roteiro Integrado do Sudeste é montado a partir das quatro rodovias federais (BR) que interligam os estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Trinta municípios desses estados são considerados referência e estão envolvidos no Roteiro Integrado do Sudeste. Outros 105 municípios da região, localizados a 50 km, no máximo, dos municípios referência, também vão participar do produto. Vários circuitos turísticos já estão em plena atividade no território desse roteiro integrado, especialmente os relacionados com os potenciais cultural, histórico e gastronômico da região.

Um circuito rodoviário para veículos de passeio ou ônibus de turismo está sendo formatado como subproduto do Roteiro Integrado do Sudeste. Essas viagens poderão ser autoguiadas ou contratadas junto a operadoras locais em futuro próximo.

Parceiros e gestores do projeto Roteiro Integrado do Sudeste vão realizar pesquisa junto aos visitantes do IV Salão do Turismo. Os resultados vão subsidiar a criação da identidade do produto.

Travessia do Pantanal

O Roteiro Integrado Travessia do Pantanal vai abranger os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Seis municípios serão referência nesse produto turístico: Cáceres (MT), Poconé (MT), Corumbá (MS), Ladário (MS), Miranda (MS) e Porto Murtinho (MS).

O caráter participativo, baseado na montagem de parcerias entre o trade turístico e instituições públicas e privadas, é uma das estratégias adotadas no processo de roteirização nessa região, em particular, de forma a fortalecer as várias ações e atividades já existentes. A idéia principal é tornar o Roteiro Travessia do Pantanal competitivo nos mercados nacional e internacional, combinando atrativos e fatores que permitam a geração de produtos diferenciados dentro desse território, cujo ecossistema é único e atrai milhares de turistas anualmente.

A concentração de fauna na região pantaneira é uma das maiores do planeta, comparável às áreas de maior densidade animal da África, segundo pesquisadores. São aproximadamente 650 espécies de aves, 262 de peixes, 1.100 de borboletas, 80 de mamíferos e 50 de répteis já catalogadas na região, além de 1.700 espécies de plantas.

A beleza cênica e a alta concentração de biodiversidade são razões que levam os gestores do projeto Roteiro Integrado Travessia do Pantanal a ter cuidados especiais no planejamento e diretrizes práticas para o desenvolvimento do turismo nessa região, buscando manter o equilíbrio ecológico, o maior atributo desse destino.

Rota 174 Amazonas/Roraima

A rodovia federal que liga Manaus (AM) a Boa Vista (RR), a BR-174, dá o nome desse futuro roteiro integrado da Região Norte, que também poderá conduzir turistas brasileiros às praias do Caribe na Venezuela. A Rota 174 Amazonas/Roraima tem como referência os municípios de Manaus e Presidente Figueiredo, no Estado do Amazonas, e nos municípios de Caracaraí, Amajari, Pacaraima e Boa Vista, em Roraima.

Os trabalhos de estruturação desse roteiro foram iniciados há seis meses. Ele tem uma extensão de mil quilômetros. A BR-174 já está toda asfaltada. A rodovia atravessa a reserva indígena dos Waimiri-Atroari, onde só é permitido trafegar durante o dia. Esse trecho é de 150 quilômetros.

Os segmentos turísticos que estão sendo formatados para o mercado nacional e internacional e vão compor a Rota 174 AM/RR são: ecoturismo, aventura, observação de pássaros, turismo científico e antropológico.

O comitê gestor da Rota 174 foi criado no dia 19 de junho e é composto por representantes do trade turístico e de instituições públicas e privadas dos dois estados. No momento, ações de mobilização dos empresários nos setores de hospedagem, gastronomia, agências de receptivo e guias estão em andamento. Estima-se que 150 empresários já estão envolvidos no projeto da Rota 174 AM/RR.

Cerca de 1,5 mil carros de passeio com 60 mil turistas de Manaus e Boa Vista transitam na BR-174 e chegam até Caracas por uma rodovia complementar venezuelana. Num segundo estágio, a Rota 174 AM/RR poderá se tornar um roteiro internacionalizado, pois está prevista sua integração com o lado venezuelano. Um dos objetivos dessa ação futura será a de trazer, para o território brasileiro, turistas europeus e norte-americanos que visitam a Savana venezuelana.

Civilização do Açúcar

O Roteiro Integrado Civilização do Açúcar une esforços do trade turístico de Alagoas, Pernambuco e Paraíba em torno de um importante tema cultural e histórico da Região Nordeste: a produção de cana-de-açúcar e a formação da sociedade brasileira. O projeto que está estruturando esse produto turístico prevê diversificada oferta de atividades e atrativos, que contarão com a participação de todos os atores locais, como órgãos de turismo municipais e estaduais, unidades do Sebrae e empresários da cadeia do turismo dos três estados.

Vários tipos de ações já estão em andamento na formatação desse roteiro integrado, entre eles se destacam as palestras de especialistas em turismo e mercado, que estão sendo oferecidas para empresários dos segmentos de hospedagem, restaurantes, agências de receptivo e guias, entre outros. O projeto teve início em dezembro de 2007 e seu lançamento está previsto para março de 2010.

A apresentação do projeto do Roteiro Integrado Civilização do Açúcar no IV Salão do Turismo foi programada com muito carinho pelo comitê gestor, composto por representantes do trade turístico dos três estados e de instituições públicas e privadas parceiras. O grande desafio para todos os envolvidos nesse roteiro é transformar o potencial cultural, já diagnosticado na região, em produto turístico a ser oferecido aos mercados nacional e internacional.

Inclusão social e recuperação dos valores culturais regionais estão entre os objetivos do futuro roteiro integrado nordestino. Inspirado na importância da produção da cana-de-açúcar e seus derivados, desde a era colonial, esse produto turístico vai agrupar atrativos relacionados com influências social, política e econômica na formação da sociedade brasileira, baseada em senhores e escravos, além da produção da cachaça e da rapadura, legado cultural dessa época.

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias - (61) 3348-7398 e 2107-9362
www.agenciasebrae.com.br

Fonte; Agência Sebrae de Noticias

  
  

Publicado por em