Circuito Turístico dos Diamantes é atração do Projeto Escadaria, em Belo Horizonte

O Circuito Turístico dos Diamentes é formado por 13 cidades da região Central de Minas

  
  

Neste domingo, dia 24, das 8h às 14h, a escadaria da Prefeitura de Belo Horizonte tem como atração o Circuito Turístico dos Diamantes. O público poderá conhecer grande variedade do artesanato em bambu, madeira, cipó, palha de milho, sempre-vivas, lãs, cabaças e argila, entre outros, confeccionados pela Associação de Artesãos e Produtores Caseiros dos municípios do Circuito dos Diamantes, que tem uma loja em funcionamento no Mercado Velho, em Diamantina.

A mostra receberá a apresentação musical do grupo “Pelos Cantos”, formado pela cantora Priscilla Glenda, pelo baixista Rodrigo Magalhães e pelo violonista e percussionista Emílio Sant’Anna. O trio interpreta canções da nova MPB, tendo como influências Caetano Veloso, Maria Rita, Gilberto Gil, Martinália, Lenine e Moska, entre outros.

A atividade faz parte do Projeto Escadaria, uma iniciativa da Belotur em parceria com a Federação das Associações dos Circuitos Turísticos do Estado de Minas Gerais (Fecitur) e apoio da Coposa. O projeto, que se estende ao longo do ano de 2010, faz parte do conjunto de ações que envolvem o incremento do fluxo turístico interno do Estado e as medidas do Ministério do Turismo para a descentralização do turismo.

O intercâmbio entre circuitos turísticos busca estimular o desenvolvimento socioeconômico dos municípios e fortalecer a política de regionalização do turismo em Minas Gerais. Outra expectativa do Projeto Escadaria é aumentar o tempo de permanência e o gasto médio do turista em uma determinada região por meio da integração de vários roteiros.

O local escolhido para a mostra integra a área da Feira de Artesanato da Avenida Afonso Pena, permitindo que seus cerca de 80 mil visitantes, entre moradores e turistas, conheçam mais as riquezas de Minas Gerais.

Circuito dos Diamantes

O Circuito Turístico dos Diamentes é formado por 13 cidades da região Central de Minas: Alvorada de Minas, Couto de Magalhães de Minas, Datas, Diamantina, Felício dos Santos, Gouveia, Monjolos, Presidente Kubitschek, Rio Vermelho, Santo Antonio do Itambé, São Gonçalo do Rio Preto, Senador Modestino Gonçalves e Serro. A maior parte das cidades remonta ao período de abundância na extração dos diamantes no Estado, o que trouxe influências para a arquitetura, a arte e a culinária da região.

Fonte: Prefeitura de Belo Horizonte

  
  

Publicado por em