Conheça 5 dicas para se proteger dos raios durante uma tempestade

A recente tragédia que causou a morte de 4 pessoas no litoral paulista poderia ter sido evitada se as vítimas conhecessem as regras de segurança em casos de tempestade. Segundo o INPE, 80% das mortes por raios no Brasil ocorrem por falhas na proteção

  
  
Por ano, aproximadamente 50 milhões de raios caem no Brasil e causam a morte de 130 pessoas, além de deixarem outras 500 feridas

Quando a estação mais esperada do ano chega, ela não traz apenas o sol forte e o calor de 40ºC. Ao final da tarde, invariavelmente, uma tempestade desaba sobre a maior parte do território brasileiro causando enchentes e trazendo consigo incontáveis raios que dão o título de líder mundial de descargas atmosféricas ao Brasil. Por ano, aproximadamente 50 milhões de 'faíscas' caem no país e causam a morte de 130 pessoas, além de deixarem outras 500 feridas. O mais triste é que segundo o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), até 80% destas mortes poderiam ser evitadas se a população soubesse como agir em momentos de tempestades com raios.

Entre os 27 estados do país, São Paulo é a federação com o maior índice de queda de raios e mortes no Brasil. Apenas nos últimos 13 anos morreram 263 pessoas vítimas de descargas no estado, aproximadamente 20% do total registrado no país durante o período. A tragédia que ocorreu recentemente em Praia Grande, litoral paulista, com quatro mortes e quatro feridos poderia ter sido evitada. Na hora da queda do raio, os banhistas estavam se 'protegendo' em dois guarda-sóis, o que não é indicado em casos de tempestades com descargas atmosféricas. Se as vítimas soubessem como se proteger, as mortes poderiam ter sido evitadas.

Confira 5 dicas para se proteger de raios durante as tempestades

Segundo o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), até 80% das mortes ocasionadas por raios poderiam ser evitadas se a população soubesse como agir em momentos de tempestades

Campos abertos
Muitas vezes uma tempestade chega, literalmente, de surpresa e não há muito tempo para escapar. A dica é fugir de locais abertos como praias, campos de futebol ou plantações e se abrigar em construções seguras de alvenaria. Uma casa ou um prédio com para-raios é o mais indicado, porém não se deve ficar próximo às janelas. Caso não exista nenhum abrigo seguro por perto, a melhor opção é se deitar no chão e esperar a tempestade passar, pois os pontos mais elevados do terreno têm maiores chances de atrair raios.

Interior de veículos
Muito se fala que quem está dentro de um carro fica protegido dos raios. A afirmação é verdadeira, mas existe um perigo neste velho ditado. A pessoa só estará a salva dentro do veículo, se ela não estiver tocando em nenhuma região de metal. Afinal, ao cair sobre o carro, o raio irá se espalhar pela lataria do automóvel e poderá causar a morte de seu ocupante. Por isso, a dica é estacionar o veículo num local apropriado, desencostar dos detalhes metálicos e esperar a tempestade passar.

Mantenha distância de eletrônicos
Nunca tome banho em chuveiro elétrico durante uma tempestade, pois caso um raio atinja o edifício poderá alterar as voltagens do aparelho e ocasionar um forte choque elétrico. Outra dica importante é desconectar os eletrônicos da tomada, pois eles também podem transmitir eletricidade e causar um choque aos usuários.

Mantenha distância da água
A água é um dos melhores condutores de eletricidade que existem (em especial, a água salgada) e com isso, atrai os raios. Por tanto, é fundamental sair/ evitar lugares como praias, piscinas e lagoas durante tempestades de raios. A chance de uma descarga atmosférica cair no local é grande e como o líquido é um bom condutor, a energia irá se propagar por uma superfície muito mais ampla. Esta excelente condutibilidade da água também é responsável por transportar a eletricidade pelo encanamento (que muitas vezes é de metal!) e causar um choque em quem estiver tomando banho, mesmo sendo um chuveiro a gás e que o raio tenha caído distante do local.

Não se abrigue em árvores ou guarda-sóis
As quatro vítimas que faleceram em Praia Grande após a queda de um raio estavam abrigadas na orla da praia, embaixo de guarda-sóis. Se proteger sob um guarda-chuva, árvore ou qualquer tipo de local que possa servir como um 'para-raios natural' é um dos maiores riscos que existem em casos de tempestade. O mais prudente é evitar estes lugares e se abrigar numa construção de alvenaria. Se não houver outra opção, deite-se sobre o chão e espere a tempestade passar.

  
  

Publicado por em