Dicas para curtir a viagem sem problemas

Além de férias e de um super roteiro, todo turista deseja curtir momentos de descanso e de lazer sem surpresas desagradáveis. A partir da escolha do destino, é possível observar alguns elementos que contribuem para uma viagem bem-sucedida

  
  
Ecoturismo e Turismo de Aventura

Além de férias e de um super roteiro, todo turista deseja curtir momentos de descanso e de lazer sem surpresas desagradáveis. A partir da escolha do destino, é possível observar alguns elementos que contribuem para uma viagem bem-sucedida; por isso, reunimos dicas sobre alguns segmentos turísticos em destaque no Brasil.

O período que antecede as tão sonhadas férias do trabalho é sempre movimentado e cheio de ansiedade. São muitos detalhes a serem pensados e organizados, e sempre bate aquela dúvida: para aonde ir?

Com o desenvolvimento do Turismo no Brasil, o setor vem se especializando cada vez mais em oferecer opções que atendam a todos os perfis turistas. De Norte a Sul, é possível encontrar diversos segmentos preparados para receber o visitante e proporcionar experiências inesquecíveis.

Ecoturismo e Turismo de Aventura
O Ecoturismo e Turismo de Aventura, por exemplo, atrai milhares de apaixonados por adrenalina a destinos como Brotas, no interior de São Paulo, à Chapada Diamantina, na Bahia e a tantos outros destinos em todo o País.

Guia de turismo em Pernambuco, Bruno Schuler, 26, diz ser imprescindível, aos que buscam aventura, procurar o receptivo local credenciado e com profissionais capacitados para acompanhar as atividades. “O turista deve ficar atento na hora de contratar uma empresa; falta de manutenção nos equipamentos e pessoas despreparadas podem colocar em risco o passeio e a vida do turista.”

Aos aventureiros vale lembrar que a checagem do ambiente onde serão realizadas as atividades; os cuidados pessoais, como alongamento, hidratação e proteção contra os raios solares, e o uso de roupas e calçados adequados e confortáveis, são a garantia de uma excursão de sucesso.

O Rio Negro, no Pantanal, foi um dos primeiros rios do Brasil a ter leis específicas para a pesca esportiva

Turismo de Pesca
Não menos arrojado, o Turismo de Pesca atrai adeptos do mundo todo para a região amazônica e pantaneira, destinos muito procurados para esse tipo de turismo, pela diversidade de espécies presente e pela infraestrutura disponível; mas há possibilidades em outros pontos do País, como Serra da Mesa, em Goiás, Panorama, em São Paulo, e Garuva, em Santa Catarina.

Antes de embarcar em uma pescaria, é importante verificar a sazonalidade do destino escolhido; há roteiros que são propostos em épocas de estiagem ou de acordo com a tábua das marés.

Turismo de Base Comunitária
Diversas vilas de pescadores se organizaram de tal modo que passaram a fazer parte do segmento de Turismo de Base Comunitária (TBC) que contemplam, também, as comunidades quilombolas, indígenas e ribeirinhas.

A autonomia dos moradores no planejamento, na produção e na gestão das atividades turísticas é o grande diferencial do TBC, que ainda proporciona o intercâmbio cultural entre turista e nativo. Para a mestra em hospitalidade, Vanessa Dantas, o TBC é o segmento que mais a encanta. “Conheci alguns exemplos de TBC no Brasil e não tenho dúvidas de que a vivência proporcionada por este modelo é uma grande experiência turística.”

Turismo para a Melhor Idade
As pessoas da melhor idade também já têm destinos e atrativos adaptados para recebê-las. Com a criação do Viaja Mais Melhor Idade, pelo Ministério do Turismo – Mtur –, por exemplo, os maiores de 60 anos ganham descontos para viajar por todo o País no período de baixa ocupação, e a iniciativa já comercializou mais de 400 mil pacotes. Cidades históricas, praias e termas são os destinos preferidos desse público.

Um dos mais visitados é a cidade de Caldas Novas. Não só por ter o maior complexo hoteleiro do Centro-Oeste, mas por causa de seus balneários de águas terapêuticas, que chegam a 51°C.

Parque Nacional da Chapada os Veadeiros

Turismo de Saúde
Caldas Novas se destaca não só no turismo para a melhor idade, mas no Turismo de Saúde. Com os avanços na medicina brasileira, esse segmento vem se desenvolvendo em todo o País e, só na cidade de São Paulo, mais de 50 mil estrangeiros desembarcam por ano, em busca de algum tipo de tratamento.

Destino definido, roteiro pronto e passagens compradas, mas antes de embarcar, alguns detalhes devem ser verificados com certa antecedência: observe se a região exige algum tipo de vacinação específica e confirme se o seu seguro-viagem cobre despesas médicas. É recomendável, também, levar uma cópia do contrato firmado com os prestadores de serviço envolvidos em seu roteiro.

Documentos de identificação são indispensáveis e devem estar atualizados e em boas condições e, se houver crianças, tenha sempre à mão certidão de nascimento, carteira de vacinação e, se necessária, uma autorização judicial, todos originais.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em