Entrada de dólares com turistas estrangeiros, aponta para novo recorde anual

Com o ingresso de US$ 343 mi no mês passado, acumulado do ano chega a US$ 3,608 bi, perto da mesma quantia de todo o ano de 2005 De acordo com dados divulgados pelo Banco Central (BC), na segunda-feira (22), US$ 343 milhões ingressaram na

  
  

Com o ingresso de US$ 343 mi no mês passado, acumulado do ano chega a US$ 3,608 bi, perto da mesma quantia de todo o ano de 2005

De acordo com dados divulgados pelo Banco Central (BC), na segunda-feira (22), US$ 343 milhões ingressaram na economia do País em setembro deste ano por meio do gasto de turistas estrangeiros. O valor, 9,34% superior aos US$ 314 milhões registrados no mesmo período de 2006, caracteriza este como o melhor setembro da série histórica e aponta para um novo recorde no ano.

De janeiro a setembro de 2007, já entraram no País US$ 3,608 bilhões, quantia que se aproxima da registrada em todo o ano de 2005, quando ingressaram US$ 3,861 bilhões. Nesse cenário, mantido o ritmo mensal de entrada de dólares, a receita total de 2007 poderá ficar entre US$ 4,8 bilhões e US$ 4,9 bilhões – um recorde histórico, ultrapassando a marca de US$ 4,316 bilhões de 2006.

Para a ministra do Turismo, Marta Suplicy, a atividade no Brasil cresce anualmente como resultado de uma política séria que vem sendo desenvolvida no exterior. “Os números demonstram que o trabalho de promoção internacional dos nossos destinos, serviços e produtos turísticos, feito pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), é consistente e está apresentando resultados concretos”, disse.

Em comparação com o acumulado dos nove meses de 2006, quando foram registrados US$ 3,207 bilhões, o aumento obtido neste ano no mesmo período é de 12,50%. “Embora setembro seja um mês de baixa estação, os números revelaram um crescimento compatível com a média anual, reforçando a expectativa de recorde com percentual de dois dígitos”, avalia José Francisco de Salles Lopes, diretor de Estudos e Pesquisas da Embratur.

O cálculo do BC, iniciado em 1969, inclui as trocas cambiais oficiais e gastos em cartões de crédito internacional.

fonte: Ministério do Turismo

  
  

Publicado por em