Está com dúvidas sobre extravio e violação de bagagem, passagens baratas e transporte de animais?

Com inúmeras perguntas recebidas sobre promoções de passagens, transporte de animais, extravio de bagagem, alteração de data do voo, entre outras, levamos as dúvidas mais frequentes para a Associação Brasileira das Empresas Aéreas. Veja as respostas

  
  
O peso do animal somado ao do pet container não pode exceder 5 kg, e o animal é transportado na cabine de passageiros

Com inúmeras perguntas recebidas sobre promoções de passagens, transporte de animais, extravio de bagagem, alteração de data do voo, entre outras, levamos as dúvidas mais frequentes para a ABEAR – Associação Brasileira das Empresas Aéreas, que tem o papel de tratar de questões institucionais do setor aéreo.

Porque as cias aéreas vendem passagens mais baratas quando compramos ida e volta?

Isso acontece porque a grande maioria das pessoas que viaja, vai e volta – diferente, por exemplo, de uma carga, que vai e fica. Como as empresas sabem que o cliente certamente voltará para a sua origem, vender ida e volta mais barato do que as duas passagens separadamente é uma forma de estimular as vendas. Comprando com antecedência a passagem fica mais barata, ou tem um tempo determinado para que isso aconteça?

De maneira geral, quanto maior a antecedência, mais barata será a passagem. Passagens comprada no dia da viagem, ou próxima a ela, tendem a custar mais. Programar a compra de um bilhete aéreo funciona da mesma forma que a reserva de um hotel ou serviço similar.

Como renegociar a mudança de data de uma passagem sem ter que pagar multa? Ou pagando pouco.

No ato da compra, é importante que o passageiro esteja atendo às regras tarifárias existentes (passagens promocionais, por exemplo, costumam ter regras menos flexíveis). Quando o passageiro muda a data de uma passagem, ele paga uma taxa pela mudança e todas as diferenças tarifárias. Quanto mais cedo o passageiro mudar a data, maiores as chances de conseguir o voo com a mesma tarifa, e aí é necessário pagar somente a taxa de mudança.

É bom lembrar que muitos dos sistemas de reservas cobram das empresas aéreas por atividade – ou seja, se você entrar no sistema para mudar um horário ou um dia de viagem, estará pagando uma taxa para o operador do sistema de reserva (Navitaire, Sabre ou Amadeus, conforme o caso). As taxas cobradas dos passageiros pelas empresas têm, entre outros objetivos, o de cobrir essa despesa.

Qual o procedimento para o extravio e violação de bagagem? E de quem é a responsabilidade, da Cia ou do Aeroporto?

Caso o passageiro perceba qualquer anormalidade na mala, deve procurar os atendentes da companhia aérea antes de sair da sala de desembarque. Caso não notifique no próprio aeroporto, a companhia está isenta de responsabilidade.

Qual o procedimento para viajar com seu “PET”? Existe exigência diferenciada para cada animal? Felino, Canino, Aves…

O animal (cão ou gato) deve ser acomodado em um pet container (também chamado kennel), que pode ser adquirido em lojas especializadas. O peso do animal somado ao do pet container não pode exceder 5 kg, e o animal é transportado na cabine de passageiros.

Nos casos de transporte com excesso de 5 kg, algumas companhias aéreas podem optar por não transportar o animal (como a Avianca). Outras companhias, como a TAM, fazem o transporte de animais de mais de 10 kg (e máximo de 50 kg, com o pet container). Para outras informações ou dúvidas, contate a Central de Atendimento da sua companhia aérea.

Vale lembrar que, com exceção do cão guia (isento de taxas), o transporte de animais é considerado excesso de bagagem, o que torna necessário o pagamento de uma taxa.
Por fim, para poder viajar com o seu animal de estimação, é necessário um certificado de vacinação antirrábica (para animais com mais de três meses de idade), que precisa ser aplicada de 30 dias a um ano de antecedência ao embarque, e atestado sanitário emitido pelo médico veterinário que comprove que o animal está apto a viajar DE AVIÃO (validade de 10 dias a partir da data de emissão).

Cães e gatos devem estar com exames e vacinas em dia para serem levados ao exterior?

Antes de viajar é necessário fazer uma visita ao veterinário e providenciar um atestado médico e atualizar o histórico de vacinações de cães e gatos. Filhotes com menos de três meses só viajam com autorização. Outros animais devem se adequar às normas do Guia de Trânsito Animal (GTA), documento oficial e federal para trânsito intraestadual e interestadual de animais, que ajuda os fiscais a controlar a movimentação e evitar doenças de risco à população. Para extrair o Guia, o proprietário do animal deve procurar com antecedência a Agência Estadual de Defesa Agropecuária de sua cidade.

Fonte: Embarque na Viagem

  
  

Publicado por em