Estudo para regiões turísticas

MTur revela estágio de desenvolvimento de destinos turísticos paulistas. Resultados foram apresentados a representantes de 16 municípios, em evento realizado em São Paulo

  
  

Regiões turísticas de São Paulo ganharam hoje uma ferramenta importante para auxiliar o planejamento estratégico do turismo regional. O Ministério do Turismo (MTur) apresentou, na capital paulista, o resultado do estudo de competitividade que avalia o estágio de desenvolvimento do turismo em 16 municípios.

“A ampliação do estudo de competitividade para municípios paulistas demonstram a relevância de São Paulo para o turismo brasileiro”, disse o secretário nacional de Políticas de Turismo do MTur, Carlos Silva, para uma platéia composta de prefeitos, secretários e representantes de órgãos de turismo e entidades dos municípios pesquisados.

O estudo é composto por 13 dimensões, 62 variáveis e cerca de 600 perguntas, capazes de captar dados primários e secundários sobre a atividade turística nos destinos pesquisados. A metodologia é a mesma aplicada no Estudo de Competitividade dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Regional, trabalhados pelo Ministério do Turismo.

“O ministério precisa ampliar sua base de dados com informações sobre os destinos turísticos brasileiros. Por isso, estamos pesquisando também municípios que não pertencem aos 65 destinos indutores do desenvolvimento regional”, acrescentou o secretário. O estudo mede a capacidade dos destinos de gerar negócios nas atividades relacionadas com o setor de forma sustentável, proporcionando ao turista uma experiência positiva.

Os municípios pesquisados são: Aparecida, Atibaia, Bananal, Brotas, Campos do Jordão, Cananéia, Guarujá, Iporanga, Itu, Panorama, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Carlos, São Sebastião e São Vicente.

  
  

Publicado por em