Eventos Temáticos e Roteiros Diversificados Impulsionam o Turismo em Gramado e Canela

Foi-se o tempo em que Gramado e Canela dependiam do frio para receber turistas

  
  
Igreja da Matriz de Canela

Foi-se o tempo em que Gramado e Canela dependiam do frio para receber turistas. Nos últimos 15 anos as duas cidades souberam compreender a importância do turismo para economia, que representa 60% da arrecadação em Canela e passa de 80% em Gramado, e deram prioridade ao setor, criando eventos temáticos e roteiros diversificados que garantem fluxo turístico durante o ano todo impulsionando o mercado de feiras e eventos.

O Natal Luz é um dos principais exemplos dessa virada. Realizado em um período de calor, que já foi considerado baixa temporada em Gramado, de 04 de novembro a 17 de janeiro, tornou-se a mais alta temporada da cidade, lotando completamente os mais de 15 mil leitos disponíveis na cidade.

Do esforço para reter o turista no destino surgiram pacotes de visitas em propriedades de colonos alemães e italianos, atividades de aventura, além de um tour pelo Vale dos Vinhedos.

A “Festa da Colônia” e a “Chocofest”, em Gramado, e o “Festival Internacional de Bonecos de Canela” também são iniciativas exemplares que envolvem a comunidade e estimulam a economia, valorizando a cultura local em períodos de menor visitação.

Empresários do turismo, de vários estados do Brasil, estiveram em Gramado e Canela, no período de 24 a 28 de agosto, conhecendo a experiência das duas cidades na promoção de eventos criativos para minimizar os efeitos da sazonalidade do turismo. É a 4º Etapa do Programa “Benchmarking em Turismo 2010 - Vivências Brasil”, executado pela ABAV em parceria com o SEBRAE e o Ministério do Turismo. O objetivo é replicar o trabalho exemplar desenvolvido em Gramado e Canela, em outros destinos do Brasil que sofrem com a sazonalidade do turismo.

Para a representante do SEBRAE Nacional que participou da viagem técnica, Germana Magalhães, foi surpreendente conhecer os bastidores dos grandes eventos organizados em Gramado e Canela e a importância do envolvimento da comunidade.

“Eles estão muito estruturados e conseguem fazer gestão do tempo da cidade, promovendo festas no período de baixa, atraindo congressos, feiras e eventos, prioritariamente durante a semana, porque nos finais de semana e feriado já existe a demanda natural do turismo de lazer”, explica a gestora do SEBRAE.

De acordo com o secretário de turismo de Gramado, Gilberto Tomazini, o combate a sazonalidade passou por um conjunto de ações. Segundo ele, nos anos 80 os hotéis deixaram de adotar o sistema all inclusive para permitir que o turista deixasse o hotel para fazer suas refeições e conhecer a cidade. O trade turístico passou a pressionar as operadoras de viagem oferecendo maior número de reservas na alta temporada para as operadoras que vendessem mais na baixa. Leis municipais padronizaram as sinalizações e estimulam patrocinadores que investem nas festividades da cidade.

“As coisas começaram a mudar a partir do momento em que o poder púbico e a iniciativa privada se uniram e entenderam que o turismo é prioridade”, disse ele, e completou. “O turismo depende de todos os setores da administração, segurança, educação, saúde e transporte. Se a cidade não estiver planejada, bem sinalizada compromete o turismo”, completou.

Para o secretário de turismo de Canela, Ditmar Bellmann, devido ao grande peso que o turismo tem na economia, o empresariado cobra bastante do poder público. “Os empresários são engajados na política e, em alguns casos, ocupam secretarias municipais trazendo a visão empresarial para a administração pública, promovendo o desenvolvimento de toda a comunidade”, explicou ele.

BENCHMARKING

A programação do Benchmarking em Gramado e Canela incluiu reuniões com representantes do poder público e da iniciativa privada e visitas técnicas em alguns pontos turísticos das duas cidades. Em Gramado, os participantes estiveram na Casa do Colono, no Le Jardin Parque de Lavanda, no Lago Negro e no Zoo, além de visitarem o hotel Casa da Montanha e a Pousada Don Ramon. Em Canela as visitas ocorreram no Parque do Caracol e na região central, onde está localizado um dos principais cartões postais da cidade, a Igreja Matriz de Canela.

Após o roteiro de visitas técnicas os empresários regressaram aos seus estados de origem e tem agora o desafio de implementar melhorias em seus próprios negócios a partir do que foi observado. Eles também recebem apoio do SEBRAE para promover encontros regionais de multiplicação dos conhecimentos obtidos para outros micro e pequenos empresários que também sofrem as conseqüências da sazonalidade do turismo em seus destinos.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em

VILMAR JUNIOR

VILMAR JUNIOR

03/09/2010 13:39:34
É tudo isso que está escrito e mais um pouco. Participei desse benchmarking e vim embora entusiasmado e satisfeitíssimo com a visita e as vivências. Agora como está descrito na matéria, os participantes têm muito coisa pra fazer.

Um forte abraço.

Junior| Pousada Tarumã
Mucuri - Costa das Baleias - BAHIA/ BRASIL