Fortaleza começa a construir nova Beira-Mar para 2014

A capital cearense ocupa o segundo lugar na lista de destinos mais desejados por viajantes brasileiros

  
  

Fortaleza começou os preparativos para receber melhor seus turistas durante a Copa do Mundo FIFA 2014. O ministro do Turismo, Gastão Vieira, deu o pontapé inicial para a construção da nova Beira-Mar da capital cearense, na sexta-feira (8/3), durante solenidade de autorização do início das obras para requalificação da avenida.

Nesta primeira etapa, a obra conta com R$ 4,7 milhões já empenhados pelo Ministério do Turismo para intervenções que incluem a construção de passeios, estacionamentos, ciclovias e tratamento paisagístico e urbanístico em geral.

O projeto total de reordenamento da Beira-Mar está orçado em R$ 231,9 milhões.

Em Fortaleza, o ministro Gastão Vieira recebeu título de cidadão honrário pela Câmara Municipal da cidade e anunciou a participação do Ministério do Turismo em outra obra: a construção de um novo espigão para a orla da capital cearense, no valor de R$ 17 milhões.

“Aqui é onde o turismo recebe uma política de estado, ou seja, tem continuidade”, disse o ministro.

“A nossa meta é dobrar a chegada de turistas estrangeiros, alcançando a marca de 10 milhões até 2020. Temos a certeza que a contribuição de Fortaleza é essencial para atingirmos este objetivo”, declarou.

A solenidade contou com a presença do governador do Ceará, Cid Gomes; do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra; e do secretário de Turismo do Ceará, Bismarck Maia.

Investimentos

O MTur investe R$ 409,1 milhões em obras de infraestrutura turística no Ceará. Os contratos ativos da pasta com o estado e municípios cearenses apoiam 602 obras no estado – 142 delas já estão concluídas e 240 têm execução física normal.

Somente na capital, segundo o secretário de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Fábio Mota, os investimentos são da ordem dos R$ 125,8 milhões.

Os maiores contratos são para a Construção do Centro Multifuncional de Feiras e Eventos (1ª, 2ª e 3ª etapas) e a requalificação da Praia de Iracema e da Praça 31 de Março.

“Temos a convicção de que o turismo faz a inclusão social. Parceria entre o ministério, a prefeitura e o estado são fundamentais para o desenvolvimento do setor, geração de emprego e renda”, disse.

O prefeito Roberto Cláudio reiterou que o turismo é uma das atividades mais importantes da cidade. “Essas obras de infraestrutura nos ajudarão a desenvolver nosso potencial ainda mais e dar oportunidade para taxistas, garçons, cozinheiras... gente humilde que terá a chance de conquistar sua autonomia.

A assinatura da Ordem de Serviço foi realizada no Mercado dos Peixes, atração turística de Fortaleza, e ponto de partida para as obras de requalificação da orla. Os feirantes elogiam a iniciativa.

“As reformas vão trazer mais qualidade no atendimento, no armazenamento de produtos e ainda vai aumentar o número de turistas e clientes”, comemora a comerciante Maria Sandra Santos, 49 anos, proprietária de um box no local.

Há mais de 40 anos anos trabalhando no Mercado dos Peixes, Luis Vitorio de Oliveira, o Pelé, 54 anos, acredita que as obras vão oferecer um ambiente turístico mais bem estruturado.

“Vai ficar um negócio muito bonito e vai melhorar as condições de trabalho para recepcionar os turistas”, diz.

Atualmente, os feirantes trabalham de maneira precária, conforme avalia o comerciante Mariségio Sousa, 43 anos, que não se lembra de fazer outra coisa na vida.

“Vou conseguir atender melhor com a reforma do mercado. Muita gente hoje acaba não comprando por conta das condições da banca”, diz. Com a ampliação do Mercado dos Peixes, os feirantes vão ganhar 17 novas bancas de alvenaria, em substituição aos boxes de madeira.

Destaques:

De acordo com o estudo Características e Dimensões do Turismo Doméstico no Brasil, Fortaleza foi o quarto destino mais visitado por brasileiros em 2011.

A capital cearense também ocupa o segundo lugar na lista de destinos mais desejados por viajantes brasileiros, ficando atrás apenas de Fernando de Noronha, de acordo com o mesmo estudo.

Entre os estrangeiros que visitaram Fortaleza em 2011, o serviço mais bem avaliado foi a gastronomia (95,8% de aprovação). O dado é do Estudo da Demanda Turística Internacional.

Visite: www.revistaecotour.com.br
Fonte: Mtur

  
  

Publicado por em