Fortaleza se prepara para a Copa de 2014

Complexo multiuso, que terá 152 mil metros quadrados de área construída, recebeu R$ 34 milhões do Ministério do Turismo

  
  

No final da manhã desta quarta-feira (8), o ministro do Turismo, Pedro Novais, o vice-governador do Ceará, Domingos Filho, e o secretário de Turismo do CE, Bismarck Maia, fizeram vistoria nas obras do novo Centro de Eventos do Ceará (CEC), projeto que já recebeu mais de R$ 34 milhões do Ministério do Turismo. “É uma grande obra para o estado e para o país, com ampla e qualificada estrutura. São investimentos como este, que fazem diferença para a cidade, que o Ministério do Turismo vai continuar apoiando”, afirmou Novais.

Cerca de 75% das obras estão concluídas. A previsão de entrega do novo equipamento à população, de acordo com Maia, é até o final de 2011. O novo CEC vai movimentar principalmente segmentos como o turismo de negócios e o turismo cultural, e deve ser um dos maiores da América Latina, com capacidade para 30 mil pessoas, simultaneamente.

De acordo com Bismarck Maia, são 152,7 mil m² de área construída e 3,2 mil vagas de estacionamento. A fachada terá as cores e as formas das falésias do litoral leste do Ceará e a estrutura lembra o bordado das rendeiras, ícone importante da cultura nordestina.

O novo equipamento deverá gerar 400 empregos diretos e 2 mil indiretos. Outra característica é a sustentabilidade: refrigeração, iluminação, sanitários e acessibilidade atendem aos principais requisitos de preservação do meio ambiente e favorecem pessoas com mobilidade reduzida.

Olho no mundial – O centro de eventos é mais um projeto que visa qualificar a cidade de Fortaleza para a Copa do Mundo de Futebol Fifa 2014. A hotelaria da capital cearense também já se prepara para ampliar e melhorar sua infraestutura: a modernização, ampliação e construção de novos hotéis em todo o país podem ser financiados com recursos disponibilizado pelo BNDES ProCopa, no valor inicial de R$ 1 bilhão, e o crédito disponível junto aos Fundos Constitucionais, cerca de R$ 1,3 bilhão.

A regulamentação das atividades do setor, como a instituição do novo Sistema Brasileiro de Classificação dos Meios de Hospedagem (SBClass) – assinada nesta terça-feira (7) pelo ministro Pedro Novais – também contribui para a geração de um ambiente de segurança jurídica para investidores e empresários.

Segundo dados da 7ª Pesquisa Anual de Conjuntura Econômica do Turismo (Pacet), os postos de trabalho devem aumentar, em média, 8,6% no setor em 2011. Agências de viagens (+17,4%) e promotores de feiras (+12,9%) devem ser os maiores empregadores em 2011, de acordo com a expectativa das 80 maiores empresas do setor no país.

O número de visitantes estrangeiros no país deve crescer progressivamente, até 2014. Só no ano da Copa, o país deverá receber 7,2 milhões de visitantes, sendo 600 mil apenas no mês do mundial. O número de brasileiros que devem viajar dentro do país durante o evento deve chegar a 3 milhões.
Atualmente o setor de turismo responde por 3,6% do Produto Interno Bruto nacional. Desse total, 75% são receitas geradas pelo turismo doméstico.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em