Gripe suína não prejudicou turismo no Brasil, diz ministro

Segundo o ministro, o turismo doméstico, que tem crescido no Brasil, é um dos fatores que está compensando os problemas provocados pela gripe.

  
  

A influenza A (H1N1), popularmente conhecida como gripe suína, ainda não prejudicou o turismo no Brasil, disse o ministro do Turismo, Luiz Barretto, que esteve ontem (1º) em São Paulo.

“O turismo brasileiro não foi afetado. Evidentemente, nunca é bom um evento como esse. México, Argentina e outros países estão sofrendo muito mais que o Brasil. A gente espera superar esses problemas. Eu confio nas autoridades sanitárias brasileiras”, disse o ministro durante a abertura do 4º Salão do Turismo.

Segundo o ministro, o turismo doméstico, que tem crescido no Brasil, é um dos fatores que está compensando os problemas provocados pela gripe. E apostou que o turismo de inverno no país pode ganhar impulso com a fuga de turistas de destinos como a Argentina e o Chile.

“Evidentemente, acho que alguns destinos brasileiros de serra, já tradicionais e que fazem uma competição salutar com os destinos argentinos e chilenos, vão ter incremento. Estou falando de Campos do Jordão (SP), Monte Verde (MG), Petrópolis (RJ), Gramado (RS) e Canela (RS)”, afirmou.

No informe divulgado no fim da tarde de ontem (30), o Ministério da Saúde confirmou o registro de 680 casos de influenza A (H1N1) no Brasil.

Fonte: Agência Brasil
Esta notícia está licenciada sob Licença Creative Commons de Atribuição 2.5

  
  

Publicado por em