Iguaçu-Missões une natureza e história na fronteira com a Argentina

Roteiro que integra as Cataratas do Iguaçu, no Paraná, e as Missões Jesuíticas, no Rio Grande do Sul, receberam milhões de turistas nos últimos anos

  
  

Monumentos históricos, belezas naturais, turismo de aventura e rural, convívio com várias etnias e comida internacional. Esses atrativos levaram milhões de pessoas nos últimos a dois pontos peculiares do Brasil: as fronteiras oeste do Paraná e do Rio Grande do Sul com a Argentina. As duas regiões são ligadas pelo Destino Iguaçu-Missões, cujas principais cidades são Foz do Iguaçu e São Miguel das Missões, respectivamente.

O roteiro integrado é um dos destaques do 4º Salão do Turismo, que será realizado de 1º a 5 de julho, no Anhembi, em São Paulo. O estímulo ao turismo nas rotas integradas ocorre por meio de parcerias que reúnem o Sebrae, o Ministério do Turismo, governos estaduais, prefeituras dos municípios e entidades representativas como a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH).

Cidade onde vivem mais de 50 etnias, Foz do Iguaçu oferece uma rede sofisticada de hotéis e restaurantes, com culinária árabe, portuguesa, espanhola, coreana, italiana, chinesa, entre outras. Tudo para servir bem os turistas de todos os cantos do Brasil e do mundo que a visitam para conhecer as Cataratas do Iguaçu, um dos mais exuberantes espetáculos naturais do planeta. Tamanha beleza colocou esse Patrimônio Natural da Humanidade na lista dos favoritos na eleição das Novas Sete Maravilhas da Natureza. A votação ocorre por meio do site http://www.votenascataratas.com.br, até 7 de julho.

Além do espetáculo visual das quedas d´água na fronteira do Brasil com a Argentina, há a disposição dos visitantes o Complexo Turístico Itaipu. O passeio inclui visitas dentro da usina binacional, ao Museu de Itaipu e ao Refúgio Biológico Bela Vista.

Em 2007, a cidade recebeu quase 1,5 milhão de pessoas, posicionando-se como o segundo destino brasileiro de lazer de turistas estrangeiros. De acordo com a Secretaria de Turismo do Estado do Paraná, o visitante permanece Foz em média 3,4 dias e gasta aproximadamente US$ 77,2 diários. Os estrangeiros que mais visitam a região vêm da Argentina, Paraguai, Alemanha e Estados Unidos.

De Foz às Missões

Uma parte importante da história do Brasil permanece na região das Missões no Rio Grande do Sul. A região sintetiza a cultura de diversas etnias e foi palco das reduções Jesuítico-Guaranis. A partir de 1610, durante 170 anos, religiosos da Companhia de Jesus, apoiados pela Coroa Espanhola, se entregaram à conquista espiritual dos guaranis.

Os jesuítas criaram os 30 Povos das Missões, conhecidos por “reduções”, no território atual do Paraguai, da Argentina e do Brasil. O Rio Grande do Sul abrigou Sete Povos, com uma população de mais de 40 mil índios. Eram comunidades prósperas dedicadas à produção agropecuária, onde também floresciam a arquitetura, a pintura, a escultura e a música.

Vinte e quatro municípios, incluindo São Miguel das Missões, formam o Roteiro no Rio Grande do Sul. O projeto envolve 189 empresas. A integração de Missões com Foz do Iguaçu agrega, além do estado gaúcho e do Paraná, a Argentina e o Paraguai, onde também se encontram vestígios da influência dos jesuítas. No lado argentino, por exemplo, estão as Reducciones Jesuiticas Nuestra Señora de Loreto, na Provincia de Misiones.

A agência de viagens Missões Turismo, sediada em São Miguel das Missões, oferece um roteiro com duração de sete dias e seis noites por Missões e Foz do Iguaçu. São duas noites na parte brasileira das Missões, duas noites nas missões da Argentina e Paraguai e mais duas noites em Foz do Iguaçu. Em média, o pacote individual com hospedagem fica por R$ 2.800. Para duas pessoas, o valor cai para R$ 1.700 por pessoa. Grupos com três ou mais pessoas podem negociar valores mais em conta.

Desde 2001, o Sebrae/RS e o Sebrae Nacional promovem investimentos no turismo das Missões. Até 2002, cerca de R$ 2 milhões foram aportados em ações na região. Segundo Cássio Falkembach, coordenador de turismo do Sebrae/RS, a instituição trabalha com a sensibilização das comunidades sobre o papel do turismo, capacitações, diagnósticos de empresas, palestras e cursos. As Missões recebem aproximadamente 150 mil turistas por ano.

O roteiro integrado com Foz do Iguaçu começou a ser trabalhado em 2006. “O grande valor da iniciativa é a integração de três países e dos empresários, que tomaram a frente do processo. Sem esses aspectos, a rota se tornaria inviável”, observa Cássio.

O coordenador de Turismo do Sebrae/RS destaca que viajar às Missões significa um passeio com possibilidades culturais e de aventura. Nos municípios da região estão locais como o Santuário de Caaró, o Santuário Assunção, o Sítio Arqueológico de São Lourenço Mártir e o Sítio Arqueológico de São Nicolau. Para quem aprecia aventuras, há opções em cavalgadas, caminhadas e passeios de bicicleta.

Serviço:
Salão do Turismo – Roteiros do Brasil
De 1 a 5 de julho
No Anhembi em São Paulo
Agência Sebrae de Notícias - (61) 3348-7494 e 2107-9359
Sebrae/PR – (41) 3330-5800
Missões Turismo – (55) 3381-1319
Site de Foz do Iguaçu – www.fozdoiguassudestinodomundo.com.br
Site Caminhos Itaipu – www.caminhositaipu.com.br
Site Rota das Missões – www.rotamissoes.com.br
Site para eleição das Cataratas do Iguaçu como Maravilha Natural do Mundo – www.votenascataratas.com.br

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em