Preço do ingresso para visitar parte de Fernando de Noronha será reajustado

Para visitar alguns locais de Noronha, como a Praia do Sancho, Baia dos Porcos e a Baia dos Golfinhos é necessário pagar antecipadamente uma taxa extra que será reajustada em mais de 16% para R$ 75,00

  
  
A receita obtida da cobrança da taxa para entrar em Fernando de Noronha é aplicada na manutenção das condições gerais de acesso, preservação dos locais turísticos e dos ecossistemas naturais

Fernando de Noronha é dividido em Parque Nacional Marinho (PARNAMAR - 70% da ilha, sendo fiscalizado pelo Instituto Chico Mendes de Biodversidade - ICMBio.) e Área de Preservação Ambiental (APA - 30%, de responsabilidade da Administração do Distrito Estadual de Fernando de Noronha).

Para conhecer Fernando de Noronha, é necessário pagar antecipadamente uma Taxa de Preservação Ambiental (TPA), cujo valor é de R$ 45,60 por dia. Vide tabela da taxa de preservação ambiental.

A receita obtida da cobrança da TPA é aplicada na manutenção das condições gerais de acesso, preservação dos locais turísticos e dos ecossistemas naturais existentes no Arquipélago, assim como na execução geral de obras e benfeitorias em para a população local e dos visitantes.

Taxa opcional para conhecer outras áreas do Arquipélago

Na Área do PARNAMAR, existe uma taxa instituída legalmente, que será reajustada. Essa taxa é obrigatória para quem deseja acessar a Praia do Sancho, Baia dos Porcos, Praia da Atalaia, Baia dos Golfinhos, Baia do Sueste e Praia do Leão. O reajuste será de 16,72%. O bilhete de dez dias para turistas internacionais passou para R$ 150,00 e para os brasileiros, o valor sobe para R$ 75,00.

Parte do recurso obtido pela venda dos ingressos é aplicada para melhorar a infraestrutura e minimizar o impacto dos turistas no arquipélago, “sem ferir o plano de manejo do parque”, segundo a PNMFN (Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha).

Programa de Melhorias da Econoronha

Elaboração de projetos de conservação, implementação e manutenção de lixeiras para coleta seletiva de lixo, reforma dos atuais Postos de Informação e Controle, aluguel de equipamentos de mergulho livre, bicicletas e equipamentos de segurança, assim como reforma dos sanitários feminino e masculino - adaptações para portadores de necessidades especiais - além de construção de mirantes, trilhas suspensas, novas escadarias, recuperação de estradas de acesso e a instalação de uma exposição permanente no Centro de Visitantes, fazem parte do programa da Econoronha - concessionária do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha.

Para adquirir o ingresso e obter mais informações, acesse aqui o Econoronha.

O reajuste de 16,72%, calculado com base no Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) e foi publicado no Diário Oficial. O último reajuste no preço dos ingressos foi em 2011.

Por Eduardo Andreassi

  
  

Publicado por em